Olhar Digital

coronavírus covid-19
Divulgaçao/PMG
Anel pode identificar sintomas de pessoas infectadas pelo novo coronavírus


Um dos maiores desafios no combate ao novo coronavírus  (Sars-Cov-2) é impedir que pessoas assintomáticas espalhem o vírus. Em abril, pesquisadores do Instituto de Neurociências Rockefeller, da Universidade de West Virginia (RNI), nos EUA, desenvolveram um anel com inteligência artificial para tentar prever os sintomas. Agora, após um período de testes, a equipe afirma que seu equipamento conseguiu, com 90% de precisão, prever os sintomas da doença até três dias antes de eles se manifestarem.

Para fazer a previsão, o anel coleta dados como temperatura corporal, variação da frequência cardíaca, frequência respiratória e padrões de sono. Depois, combina todos as informações e, por meio de modelos guiados por inteligência artificial, consegue prever os sintomas da Covid-19 .

Leia também: Sensor conectado ao celular identifica novo coronavírus em um minuto

Apesar de eficiente, a precisão de 90% ainda cria um espaço para alguns assintomáticos não serem detectados. Por conta disso, pode levar um tempo até que o equipamento esteja realmente pronto para o uso, embora seja promissor.

Atualmente, são mais de 600 profissionais da saúde e socorristas testando a tecnologia. A RNI também está trabalhando com novos parceiros para incluir mais de 10 mil participantes para novos testes .

    Veja Também

      Mostrar mais