Olhar Digital

Nintendo
shutterstock
Com o lançamento do Switch a Nintendo migrou para um novo sistema, o que desencadeou os vazamentos


A Nintendo informou nesta terça-feira (9), em um comunicado em japonês postado em seu site, que encontrou mais 140 mil contas em seu serviço online que podem ter sido acessadas indevidamente.

Leia também:

Homem descobre falha de segurança da Apple e é premiado em R$500 mil

Mais de 260 mil números de WhatsApp são expostos no Google

No final de abril deste ano a empresa já havia anunciado que 160 mil Nintendo Network IDs (NNID) tinham sido acessados ilegalmente . As invasões aconteceram em Nintendo Accounts que tinham um NNID associado a elas, usando IDs e senhas “obtidos de outra forma que não em nosso serviço”, segundo a empresa.

O Nintendo Network ID é uma forma mais antiga de acesso aos serviços online da Nintendo , usado em consoles como o 3DS. Com o lançamento do Switch, a Nintendo migrou para um novo sistema, as Nintendo Accounts, mas permitiu que um NNID fosse associado a uma Nintendo Account para login. Com a invasão de abril, essa integração foi desabilitada.

A empresa afirma que o novo “lote” de contas invadidas é resultado de consumidores  reutilizando nomes de usuário e senhas em múltiplos serviços, e não de um ataque direto aos seus sistemas. Assim como no vazamento anterior, informações pessoais dos consumidores como apelido, data de nascimento, país de residência e endereço de e-mail podem ter sido expostas.

A Nintendo resetou as senhas destes 140 mil NNIDs e das Nintendo Accounts relacionadas a eles e irá reembolsar os consumidores cujas contas tenham sido usadas para compras indevidas.

    Veja Também

      Mostrar mais