Olhar Digital

Facebook WhatsApp
Reprodução
Mark Zuckerberg, CEO do Facebook


Mark Zuckerberg confirmou no ano passado que pretendia unificar os seus três mensageiros - WhatsApp , Facebook Messenger e Instagram Direct - possibilitando que usuários de um conversassem com contatos em outro. Após um tempo sem novidades, algumas informações sobre a fusão começaram a surgir.


O site WABetaInfo, que costuma ter informações quentes sobre novidades do WhatsApp, listou alguns registros recentes sobre a integração dos aplicativos. Os primeiros detalhes vieram do desenvolvedor Alessandro Paluzzi, que postou imagens no Twitter mostrando uma novidade dentro do Instagram.

No caso, o app ganharia uma espécie de atalho para o Messenger - mas ainda não uma integração entre contatos e conversas. A função seria direcionar o usuário para fazer o download do Messenger e conversar com os amigos por lá.


Em outra imagem divulgada por Paluzzi, é possível identificar tabelas de bancos de dados locais sugerindo que algum tipo de integração entre Messenger e WhatsApp já está em andamento. Não seria ainda a possibilidade de continuar conversas de um em outro, e sim algumas funções como a opção do Messenger identificar contatos bloqueados no WhatsApp.

O WABetaInfo destaca alguns desafios que o Facebook pode estar enfrentando para tornar a integração real. A rede social precisaria definir uma maneira de enviar conteúdo de um app para um servidor para que ele seja acessado por outro, ao mesmo tempo que precisa manter a criptografia de ponta a ponta que já existe no WhatsApp.

Assim, é pouco provável que os aplicativos tornem-se um só em um futuro próximo. Isso sem contar que, depois de tanto tempo sem falar nada, o Facebook pode ter simplesmente abandonado os planos de união entre seus mensageiros.

    Veja Também

      Mostrar mais