TikTok
Divulgação
Tiktok vai começar a pagar influenciadores


O TikTok anunciou a primeira leva de criadores que receberão o novo Fundo de Criadores , um investimento de US$ 200 milhões que pagará personalidades populares na plataforma por seu conteúdo.

No total, serão 19 criadores beneficiados pelo fundo de investimento, incluindo Michael Le, Ross Smith, Marissa Ren, Brittany Tomlinson, David Dobrik, Justice Alexander e Cheyene Jaz Wise. Alguns dos selecionados, como Smith e Dobrik, já eram criadores populares em outras plataformas, como o YouTube .

No entanto, muitos dos TikTokers selecionados não eram conhecidos antes do aplicativo, mas conseguiram reunir um número substancial de seguidores. Matt Gresia (@mattgresia) é um empresário que usa o app para ensinar técnicas de negócios para seus mais de 13 milhões de seguidores, por exemplo, enquanto o Dr. Fayez (@lifeofadoctor), um médico de emergência, acumulou meio milhão de seguidores desde o início do TikTok. O médico é conhecido por "destruir equívocos comuns na área da saúde ou dar ao público um vislumbre de sua vida cotidiana como médico".

A criação do fundo foi anunciada pela empresa chinesa no fim de julho, e um porta-voz descreveu a iniciativa como uma forma de apoiar criadores ambiciosos que "estão buscando oportunidades de se sustentar" no aplicativo . Ainda não está claro quanto cada criador vai receber, ou com que frequência os pagamentos serão realizados, mas um porta-voz do TikTok afirmou ao The Verge que se trata de um sistema de pagamento contínuo.

Os critérios de seleção para o Fundo de Criadores são "ter 18 anos ou mais, atingir uma base de dez mil seguidores, ter acumulado pelo menos dez mil visualizações de vídeo nos últimos 30 dias e postar conteúdo original" que não viole as regras de comunidade da empresa, segundo uma publicação no blog do TikTok.

Para efeito de comparação, o Programa para Criadores do YouTube , que permite a monetização dos vídeos por meio de publicidade, exige que os criadores tenham mais de mil inscritos e acumulem mais de quatro mil horas de tempo de exibição nos últimos 12 meses.

"Criar conteúdo envolvente e significativo leva tempo e comprometimento, e nossos criadores são tão apaixonados por compartilhar histórias e se conectar com seu público quanto nós por servi-los e nossa comunidade mais ampla de usuários", disse a gerente geral do TikTok US, Vanessa Pappas.

A empresa tem como meta aumentar o fundo de US$ 200 milhões para US$ 1 bilhão nos próximos três anos. No momento, o pagamento vale apenas para criadores dos EUA, mas o TikTok pretende criar fundos globais. As inscrições para criadores abrirão ainda neste mês.

O fundo chega em um momento estrategicamente importante para o TikTok . O pagamento de criadores nos EUA pode reforçar a imagem da empresa em sua constante luta contra o governo Trump , que procura uma empresa americana (supostamente a Microsoft) para comprar o TikTok. Caso isso não aconteça, o app pode acabar banido do país.

O TikTok passou meses tentando se tornar uma empresa "mais americana", com um escritório em Los Angeles, um CEO americano e planejando contratar dez mil funcionários no país. Se a empresa passar a ser uma plataforma economicamente viável para os EUA, talvez seu futuro seja outro.

    Veja Também

      Mostrar mais