Olhar Digital

Facebook
Wikimedia Commons/Sander van der Wel
Zwart Piet é uma polêmica tradição holandesa


Na terça-feira (11), o vice-presidente de integridade do Facebook , Guy Rosen, anunciou em um post no blog da empresa que a plataforma está atualizando sua política sobre discurso de ódio . Uma das mudanças inclui banir todas as imagens e vídeos de blackface (técnica de maquiagem para escurecer a pele), incluindo o personagem de natal holandês Zwarte Piet .

O personagem é interpretado por homens brancos adultos que pintam os rostos de preto, usam brincos, perucas de cabelo encaracolado e batom vermelho exagerado. A atualização da política vem em um movimento do Facebook para combater tópicos racistas e antissemitas.

A tradição já recebeu condenação internacional em 2015. Em um relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas (ONU) no mesmo ano, especialistas apelaram ao governo da Holanda para eliminar essa prática.

Polêmicas após o anúncio 

A decisão por parte do Facebook já é alvo de críticas, e alguns veem como uma censura. A página de extrema direita “Pro Zwarte Piet” na rede social criou um evento no qual membros planejam enviar spam para todas suas fotos do personagem, com uma convocação para boicotar a plataforma.

Holandeses estão planejando realizar um encontro para discutir ’um ativismo online mais seguro’, também para debater novas diretrizes para combater discursos de ódio. Por outro lado, ativistas contra o racismo veem a decisão como uma vitória, mas muitos deles também questionam por que uma empresa privada assumiu a liderança neste sentido em vez do governo local holandês. O primeiro-ministro do país, Mark Rutte, que se vestiu como o personagem recentemente, disse que a tradição é racista, mas não a ponto de ir longe e ser totalmente proibida.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Veja Também

      Mostrar mais