Olhar Digital

Máscara LG
Divulgação
Máscara da LG é capaz de purificar o ar

Com a disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), as máscaras de proteção se tornaram um item indispensável para as pessoas. Pensando nisso, a LG  anunciou um purificador de ar portátil para ser usado no rosto.

Batizado de PuriCare Wearable Air Purifier, o dispositivo, usa um par de filtros substituíveis semelhantes aos vistos na linha de purificadores residenciais disponibilizados pela empresa. A LG  informa que o aparelho possui sensores inteligentes que conseguem detectar quando o usuário está inspirando ou expirando e, a partir disso, ajustar a velocidade dos ventiladores de acordo.

Apesar do anúncio não especificar precisamente a utilização da tecnologia para se proteger do novo coronavírus , há fortes indícios de que o dispositivo tenha sido projetado para tal. A companhia relata que o purificador de ar "vestível" foi criado para substituir as máscaras caseiras "inseguras" usadas por algumas pessoas.

Para que funcione constantemente, a máscara deve ser alimentada por energia. Para isso, o PuriCare Wearable Air Purifier tem uma bateria de 820 mAh que promete até oito horas de uso no modo de baixa energia, caindo para apenas duas horas no modo de alta energia.

Máscara LG
Divulgação
Máscara possui filtros e dura oito horas longe da tomada

Vale observar que a empresa não diz como a proteção funciona – se filtra o ar quando a pessoa inspira ou expira. Quando questionada pelo site The Verge, a LG não deu mais detalhes, apenas afirmou que aguarda a finalização dos testes de eficácia.

Atualmente, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos não recomendam o uso de máscaras com válvulas de exalação ou respiradouros para evitar a disseminação do novo coronavírus , uma vez que não filtram "gotículas respiratórias expelidas" que poderiam permitir a infecção de pessoas próximas.

Apesar da revelação, a LG não informou quando a máscara será lançada e quanto custará, mas observa que o dispositivo estará disponível em "mercados selecionados" no quarto trimestre deste ano.

    Veja Também

      Mostrar mais