Olhar Digital

iPhone 12, que custa de R$ 7 mil até R$ 14 mil no Brasil, foi o smartphone mais pesquisado no Google
Divulgação/Apple
iPhone 12, que custa de R$ 7 mil até R$ 14 mil no Brasil, foi o smartphone mais pesquisado no Google

O Google divulgou a lista dos smartphones mais procurados de 2020 , de acordo com levantamento conduzido pelo mecanismo de busca da empresa. Os modelos presentes no ranking de 10 aparelhos não surpreendem, mas a posição de cada um na lista nos dá algumas especulações interessantes.

Antes de tudo, a lista:

  1. iPhone 12;
  2. iPhone 11;
  3. Galaxy S20;
  4. Redmi Note 8;
  5. Moto G8;
  6. Mi 9;
  7. Galaxy A71;
  8. Galaxy A51;
  9. Moto G8 Power; e
  10. Galaxy A30s.

O interessante é que, apesar da pandemia de Covid-19, que fez com que a maior parte do público buscasse reduzir custos e, quando trocasse de aparelho, preferisse modelos intermediários, os chamados "topos de linha" ainda ficaram na preferência das buscas realizadas por meio do Google : os três primeiros smartphones mais buscados são considerados "flagship".

Você viu?

Entretanto, é importante ressaltar que os modelos procurados não refletem necessariamente nas vendas confirmadas. Segundo pesquisa do Gartner, falando em números globais, a Xiaomi superou as vendas da Apple , assumindo a terceira posição das maiores fabricantes do mundo – atrás da Samsung e da Huawei.

Em outras palavras: os "smartphones mais procurados" não necessariamente são os smartphones mais comprados.

A liderança do iPhone 12 , por exemplo, pode significar apenas uma curiosidade do público em determinar o preço de venda do aparelho no Brasil: atualmente, a Apple o oferece por valores entre R$ 7 mil e R$ 14 mil.

Segundo o Google, a lista dos smartphones mais procurados é baseada nos termos que tiveram o maior aumento este ano em relação ao ano anterior, ou seja, ela não corresponde aos tópicos mais pesquisados por número de buscas realizadas, mas sim um montante.

"Ao observar as buscas que estiveram em alta, identificamos tópicos que tiveram picos enormes em 2020, o que significa que são exclusivos deste ano em comparação com o ano passado", disse a empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários