Olhar Digital

Lâmpada Nobi ajuda moradores idosos
Divulgação
Lâmpada Nobi ajuda moradores idosos

A pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) mostrou a fragilidade de alguns grupos, como os idosos e os pacientes com comorbidades. Poder ficar de olho neles é essencial para que não passem por dificuldades enquanto vivem sozinhos.

Uma das novidades da CES 2021 é a lâmpada Nobi . Ela parece uma lâmpada de teto comum, mas vem cheia de sensores para detectar anormalidades. Além de identificar quedas e enviar alertas, ela pode ajudar a prevenir esses acidentes, já que monitora a atividade dos moradores e faz lembretes a eles.

Para que o sistema seja mais eficiente, a fabricante indica que cada cômodo da casa tenha uma Nobi. A lâmpada tem quatro sensores RGB e, em ambientes escuros, usa luz infravermelha para observar o local.

Você viu?

Além disso, a lâmpada usa sensores de movimento para verificar se os moradores acordam em horas pouco usuais. Nesse caso, ela acende um brilho fraco e, se o morador levantar para ir a algum lugar, a Nobi aumenta o brilho para iluminar o caminho. 

Isso é possível porque os sensores enviam informação para um processador interno com inteligência artificial que entende diferentes posições como sentar e deitar. Segundo a empresa, a Nobi também reconhece móveis e sabe quando a pessoa está deitada em uma cama ou no chão, por exemplo.

Funções e alertas

Quando o sistema detecta uma queda, ele pergunta se a pessoa caiu. Se a resposta for “não”, tudo bem. Se for qualquer outra, ele envia os alertas programados: pode ser apenas a informação do acidente, imagens abstratas ou fotos de melhor resolução. O microfone do dispositivo permite que alguém da família, um cuidador ou os serviços de emergência conversem com a pessoa.

Outra função da Nobi é um sistema de alarme que pode alertar para invasões. E o dispositivo pode ser conectado a outros objetos inteligentes , como uma fechadura, por exemplo, para abrir a porta se alguém precisar entrar na casa. 

Inicialmente, a Nobi vai reconhecer as atividades do morador e mostrá-las em um aplicativo . No futuro, ela será capaz de identificar padrões sozinha e de sincronizar com calendários para alertar sobre horários de tomar remédios ou de fazer uma caminhada.

Todas as informações coletadas são processadas localmente, o que garante a privacidade . O preço, entretanto, ainda é pouco convidativo: o sistema pode custar a partir de US$ 2.499 associado a US$ 19 mensais. O custo total vai variar conforme o tamanho da casa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários