Imagens noturnas da Terra
Reprodução/YouTube/Nasa
Imagens noturnas da Terra

O recurso Timelapse do Google Earth , que estava oculto no desktop e nos celulares Android, foi anunciado oficialmente pela empresa nesta quinta-feira (15). Na ferramenta, é possível comparar imagens registradas por satélites entre 1984 e 2020 graças a dados da Nasa e da ESA (European Space Agency), em parceria com universidades americanas.

De acordo com o Google , foram mais de 2 milhões de horas de processamento para tecer 20 petabytes de imagens de satélite em um único mosaico em vídeo de 4,4 terapixels, o que equivale a 530.000 vídeos com resolução 4K.

“Nesta página, você encontrará uma seleção de vídeos que destacam diferentes tipos de mudança planetária, incluindo expansão urbana, impactos de mineração, meandros de rios, o crescimento das megacidades, o desmatamento e a expansão agrícola. O objetivo é educar, informar e inspirar as pessoas para a reflexão sobre os cuidados com a casa de toda a humanidade”, informa o site do recurso Timelapse do Google Earth.

É possível selecionar o tour através de temas como expansão urbana, mudança florestal, água, infraestrutura e agricultura, além de poder navegar por regiões como Antártica, América Latina, América do Norte, EMEA (Europa, Oriente Médio e África) e APAC (Ásia-Pacífico).

É possível navegar pelo g.co/Timelapse , acessando o Google Earth ou assistindo aos vídeos em 2D e 3D, no formato MP4, pelo g.co/TimelapseVideos .

Você viu?

Assista ao vídeo que mostra as mudanças na Floresta Amazônica de 1984 a 2020:

Veja também as mudanças na Antártica:

E em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários