NFTs estão em alta
Unsplash/David Shares
NFTs estão em alta

As vendas de tokens não fungíveis ( NFTs ) atingiram um recorde histórico no primeiro trimestre de 2021: foram US$ 2,5 bilhões (cerca de R$ 13 bilhões) comercializados, segundo dados do mercado. O volume é estrondosamente maior do que o registrado no mesmo período de 2020, quando foram vendidos US$ 13,7 milhões. O NFT é um ativo criptográfico representado por um item digital intangível, podendo ser uma imagem, vídeo ou item de jogo eletrônico.

Com a popularidade em alta desde o início do ano, as vendas só cresceram e chegaram perto de atingir US$ 150 milhões somente em junho no marketplace OpenSea, dado recorde para o mês.    

Entenda como funcionam as vendas de NFTs 

Ao comprar NFTs, os proprietários são registrados em blockchain , o que abre uma negociação por um ativo digital de acordo com cada representatividade. Por isso, muita gente coleciona tokens, principalmente os de maior valor de mercado, muitos que valem altas quantias por conta do significado cultural. 

Você viu?

Portanto, o mercado de tokens está se transformando em um verdadeiro investimento, com especulações sobre valorizações, quedas e tendências. Tanto é que muitos compradores faturaram alto nas últimas semanas, superando inclusive compradores do NonFungible.com, site que faz transações NFT no blockchain Ethereum. Ao rastrear as vendas em vários blockchains, a DappRadar constatou o volume histórico citado acima, sendo US$ 1,3 bilhão somente no NoFungible. Mas também houve US$ 8 bilhões de NFTs ‘DeFi’, as finanças descentralizadas. Isso porque as duas páginas rastreiam apenas as vendas em blockchain, apelidadas no mercado como ‘on-chain’. 

Vendas milionárias 

Grande parte das vendas de NFT acontece em casas de leilão e são avaliadas como ‘fora de cadeia’, tendo que ser adicionadas manualmente nas estatísticas. Para se ter uma ideia da imensidão desse mercado, em março uma imagem digital foi vendida a US$ 69,3 milhões na Christie’s, uma casa de leilões de NFT.

A segunda mais cara foi de um ‘CryptoPunk’, que levantou nada menos do que US$ 11,8 milhões na Sotheby’s. Até mesmo fãs de basquete já podem comprar NFTs nos Estados Unidos, nicho que teve uma queda de US$ 182 para US$ 27 por um momento ‘Top Shot’ de fevereiro a junho. Enquanto alguns tokens caem de preço, outros decolam. Tudo depende da popularidade entre os colecionadores, ou seja, trata-se de mais um mercado que está em plena ascensão no mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários