Cartucho de Super Mario Bros.
Reprodução/Rally
Cartucho de Super Mario Bros.

Demorou menos de um mês para que o recorde alcançado pela venda de uma cópia de Super Mario 64  fosse batido: agora, uma edição lacrada de Super Mario Bros, o original do Nintendinho, foi vendida por US$ 2 milhões (cerca de R$ 10,4 milhões, em conversão direta) para um comprador anônimo.

A transação ocorreu dentro da plataforma Rally de produtos colecionáveis. Dentro do Rally, usuários podem comprar pequenas "ações" de peças históricas como se fossem empresas. Assim, um cartucho antigo de videogame em perfeitas condições poderia pertencer a um grupo de pessoas, com cada uma comprando um pequeno pedaço.

O Rally comprou, em abril de 2020, uma cópia lacrada de Super Mario Bros. por US$ 140 mil e passou a oferecê-la aos usuários. E, seguindo o funcionamento da plataforma, se algum usuário decidir comprar o produto inteiro, ele pode fazer uma oferta e aguardar a resposta dos proprietários das "ações". Foi o que aconteceu quando um comprador anônimo ofereceu o valor de US$ 2 milhões pelo cartucho – proposta que foi aprovada pelos "acionistas" da peça colecionável.

Você viu?

Jogo mais caro do mundo: uma guerra em andamento

Desde os primeiros meses da pandemia de Covid-19, o mercado de jogos históricos está bastante aquecido, com o recorde de preço mais alto pago por um game crescendo em poucas semanas.

Em julho de 2020, uma cópia lacrada de Super Mario Bros. deu início à "guerra" ao ser vendida por US$ 114 mil. Em novembro, foi a vez de um cartucho de Super Mario Bros 3 ser negociado por US$ 156 mil. Em abril de 2021, outra cópia do primeiro Super Mario Bros. foi vendida por incríveis US$ 660 mil. Mas esse recorde durou pouco, e, em julho, foi a vez de uma fita de The Legend of Zelda ser vendida por impressionantes US$ 870 mil. Já parecia muito, mas eis que o recorde foi novamente batido em questão de dias, com a venda de uma cópia de Super Mario 64 por US$ 1,56 milhão.

Não são apenas cartuchos de videogames que estão sendo vendidos por preços bastante elevados: o mercado de cards de Pokémon também está bastante aquecido, o que também atrai muitos golpistas tentando vender versões falsificadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários