Marjorie Taylor Greene
Reprodução
Marjorie Taylor Greene

Nesta terça-feira (10), o Twitter anunciou a suspensão temporária da conta da deputada republicana do estado da Geórgia, nos Estados Unidos, Marjorie Taylor Greene, após uma postagem afirmando que as vacinas não reduzem a disseminação da Covid-19.

O Twitter afirmou ao portal TechCrunch que a mensagem postada pela deputada foi rotulada de acordo com a política de informações falsas sobre a Covid-19 e resultou no congelamento temporário da conta durante sete dias. O modo de congelamento permite que a pessoa leia postagens na rede social, mas não pode publicar nenhuma mensagem na plataforma.

Está não é a primeira vez que a deputada Greene sofre consequências por suas publicações no Twitter. A parlamentar pode ser banida definitivamente a qualquer momento caso siga quebrando as regras da rede social.

Você viu?

Atualmente, as autoridades norte-americanas estão demonstrando muita preocupação com o compartilhamento de notícias falsas sobre a Covid-19. O movimento antivacina coloca em risco diversas pessoas, principalmente, neste momento em que os casos de infecção pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) voltaram a crescer devido a nova variante Delta.

A nova cepa que foi considerada mais transmissível e agressiva já foi detectada em diversos países ao redor de todo o mundo e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), se tornará a variante predominante.

Toda a comunidade científica mundial já comprovou que as vacinas disponíveis nos mercados mundiais são completamente eficazes contra a Covid-19 e suas variantes, o que torna o comentário da deputada Greene completamente irreal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários