Tamanho do texto

Em visita a Cuba, Obama falou em mudanças e afirmou que o acesso à internet dará mais informação para a população

Barack Obama e Raúl Castro durante cerimônia de recepção ao presidente dos EUA
REUTERS/Jonathan Ernst - 21.03.16
Barack Obama e Raúl Castro durante cerimônia de recepção ao presidente dos EUA

Na primeira visita de um líder norte-americano a Cuba em 88 anos, o presidente Barack Obama anunciou que o Google será uma das primeiras empresas a expandir o acesso à Internet no país. Em entrevista transmitida pela emissora norte-americana ABC nesta segunda-feira, Obama afirmou que os EUA pretendem levar empresas para a ilha. O anúncio foi feito pouco mais de um ano depois que o país voltou a estreitar relações com Cuba.

"Uma das coisas que vamos anunciar aqui é que o Google tem um acordo para começar instalar mais acessos a Wi-Fi e banda larga na ilha", disse Obama depois que o entrevistador mencionou que apenas 5% das casas em Cuba possuem acesso à internet. Para o presidente dos EUA, a expansão da rede é algo "necessário para Cuba entrar no século 21"

Perguntado sobre a velocidade de investimentos que os cubanos podem esperar, Obama disse que Raul Castro, presidente de Cuba, entende que mudanças acontecerão no país. De acordo com o site Engadget , o governo cubano instalou os primeiros pontos de Wi-Fi públicos a menos de um ano. Entretanto, a taxa de US$ 4,50 (cerca de R$ 16,24) por hora é considerada muito alta pela maior parte da população.

Ainda de acordo com o site, a empresa não poderá fazer muito sobre as restrições do governo, mas poderá tornar o acesso à internet muito mais barato.

* Com informações da Reuters.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.