Tamanho do texto

Segundo a Apple, vendas do smartphone e de outros produtos vermelhos da empresa contribuem diretamente com o (RED), programa do Fundo Global

A Apple apresentou nesta terça-feira (21) uma edição especial do iPhone 7 e do iPhone 7 Plus na cor vermelha. De acordo com a empresa, os modelos foram lançados como um reconhecimento dos dez anos de parceria com o (RED), um programa do Fundo Global que visa combater o HIV/AIDS. A edição está disponível na Apple Store do Brasil, mas as vendas na internet e nas lojas físicas só começarão na sexta-feira (24).

Leia também: YouTube começa a testar mudanças no design da tela de carregamento

A edição especial do iPhone 7 será vendida por R$ 3.899, enquanto a versão Plus, por R$ R$ 4.499. Ambos estão R$ 400 mais caros que os modelos padrão. Em seu anúncio, a Apple também destacou capas para o celular, pulseiras para o Apple Watch, além de fones de ouvido, caixas de som e versões do iPod, todas na cor vermelha. Segundo a empresa, cada venda contribui diretamente com o programa. No entanto, não foi divulgada qual parcela da venda é revertida para o Fundo Global. 

Nova edição do iPhone 7 foi apresentada para lembrar dez anos de parceira da Apple com o Fundo Global
Divulgação/Apple
Nova edição do iPhone 7 foi apresentada para lembrar dez anos de parceira da Apple com o Fundo Global

Leia também: Waze e Spotify integram seus serviços para facilitar experiência dos usuários

O CEO da Apple, Tim Cook, lembra que a nova versão do smartphone é o maior lançamento em apoio ao programa do Fundo Global. "Desde que começamos a trabalhar com o (RED) há dez anos, nossos consumidores tiveram um impacto significativo ao comprar nossos produtos, desde o iPod nano (PRODUCT)RED Special Edition até a linha de produtos Beats e os acessórios para iPhone, iPad e Apple Watch", disse Cook em comunicado à imprensa.

De acordo com a CEO da (RED), Deborah Dugan, a Apple é a maior doadora do programa e já contribuiu com mais de US$ 130 milhões durante os últimos dez anos. "Ao aliar o alcance do celular mais amado do mundo com nossos esforços para oferecer acesso a medicamentos na África Subsaariana, consumidores terão a oportunidade de fazer a diferença e contribuir com o Fundo Global com a compra do novo iPhone (PRODUCT)RED", disse.

Leia também: Facebook cria recurso para simplificar contato dos usuários com políticos

Parceiro de empresas como Apple, que lançou edições especiais do iPhone 7, o programa de combate ao HIV/AIDS (RED) atua em países da África Subsaariana, como África do Sul, Gana, Quênia e Ruanda. Todo o valor revertido para a campanha é usado pelo Fundo Global de Luta conta Aids, Tuberculose e Malária para realizar testes de HIV, tratamento e programas de prevenção na região.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.