Tamanho do texto

Antes da confirmação, rede social exibe uma janela alertando o usuário que o conteúdo pode ter informações falsas; recurso ainda não chegou no Brasil

Como parte das estratégias para combater a disseminação de notícias falsas, o Facebook passou a exibir um alerta para os usuários que compartilharem artigos sinalizados como duvidosos. De acordo com o jornal britânico "The Telegraph", o aviso ainda não aparece para todos, mas alguns usuários dos Estados Unidos noticiaram a exibição de uma janela, quando um artigo foi analisado por terceiros.

Leia também: Facebook cria recurso para simplificar contato dos usuários com políticos

No comunicado, o Facebook afirmava que o conteúdo está sendo "contestado por diversos verificadores de fatos independentes" e avisa quais sites analisaram a veracidade daquele conteúdo. Em seguida, a rede social dá opção de continuar ou cancelar o compartilhamento daquela notícia. Alguns usuários lembraram que a plataforma não exibe um link para as páginas dos sites que checaram aquela informação. Além disso, o alerta não informa o motivo para uma notícia ter sido sinalizada.

Recurso faz parte dos esforços do Facebook para evitar a disseminação de notícias falsas entre os usuários
Reprodução
Recurso faz parte dos esforços do Facebook para evitar a disseminação de notícias falsas entre os usuários

Leia também: Facebook copia Snapchat (de novo) e lança vídeos temporários no Messenger

De acordo com a Universidade Ocidental de Ontario, no Canadá, existem cinco tipos básicos de notícias falsas. As intencionalmente mentirosas , que tem o objetivo de tirar proveito sobre um determinado assunto; as humorísticas , que visam satirizar a própria mídia; as que trazem rumores em larga escala, e que geralmente são publicadas por fontes de informação aparentemente confiáveis; as que exibem somente uma parte da verdade escolhida para atender às demandas de uma fonte; e, por fim, as reportagens em que a verdade é "alterada" por conta de ideologias ou opiniões de quem escreve.

No início do mês, a rede social havia liberado a sinalização para as publicações que continham conteúdo de veracidade duvidosa para os usuários norte-americanos. A marcação é feita com uma pequena etiqueta vermelha acompanhada da mensagem "contestada" e um triângulo com um ponto de exclamação. A primeira notificação foi realizada com um post com link para um artigo envolvendo o presidente dos EUA, Donald Trump.

Leia também: Com post sobre Trump, Facebook libera sinalização de notícias falsas nos EUA

Para o Facebook exibir o alerta, o processo definido pela rede social exige que duas organizações independentes cheguem à mesma conclusão. Na ocasião, a rede social levou cinco dias para informar que a notícia era falsa. O tempo levado para mostrar o aviso foi motivo de críticas, já que por se tratar de um site de humor, estava claro que a notícia era falsa.


    Leia tudo sobre: Facebook Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.