Tamanho do texto

Segundo especialistas em segurança na internet, ao clicar no link na rede social, vítimas são direcionadas para páginas que simulam o site de lojas

Uma nova modalidade de crime virtual está se espalhando entre hackers brasileiros no Facebook. De acordo com a PSafe, empresa de segurança e perfomance mobile, novas campanhas maliciosas têm criado páginas na rede social para divulgar ofertas falsas de grandes marcas varejistas, como Casas Bahia e Ponto Frio, por exemplo.

Leia também: Golpe na internet promete desconto em lojas para obter dados de vítimas

De acordo com especialistas da empresa, ao clicar no link das ofertas, o usuário é direcionado para para uma página praticamente idêntica ao site da loja, dificultando a distinção. Além disso, os cibercriminosos costumam usar encurtadores de links nas publicações dentro do Facebook . Depois que a suposta compra é realizada, os responsáveis pela campanha têm acesso a todos os dados bancários da vítima, que não receberá o produto desejado.

Cibercriminosos criam páginas no Facebook para divulgar ofertas falsas de marcas como Casas Bahia e Ponto Frio
Reprodução
Cibercriminosos criam páginas no Facebook para divulgar ofertas falsas de marcas como Casas Bahia e Ponto Frio

Leia também: Facebook cria alerta para usuários que compartilharem notícias falsas

Com posse destes dados, os cibercriminosos podem realizar uma série de ações que causarão danos financeiros ao consumidor. Para evitar que o esquema seja descoberto, os criadores das páginas falsas orientam os usuários a tirar possíveis dúvidas sobre ofertas por meio de mensagens dentro da rede social. Assim, os hackers desejam passar uma sensação de segurança para o comprador.

"Esse tipo de golpe tem se tornado cada vez mais frequente por não requerer alto nível de conhecimento técnico por parte dos hackers", explica Emilio Simoni, gerente de segurança da PSafe. "Além disso, por meio dele, é possível aproveitar-se da popularidade de grandes marcas para atrair um alto número de vítimas. Para se ter uma ideia, em apenas uma semana a página falsa de ofertas de um dos varejistas conquistou mais de seis mil seguidores".

Leia também: Facebook cria recurso para simplificar contato dos usuários com políticos

Ao final da análise, a empresa identificou mais de 100 perfis falsos com este tipo de oferta no Facebook e solicitou à rede social o bloqueio das páginas. Uma alternativa para cair em golpes como estes é ter um antivírus instalado no computador e em dispositivos móveis. Além disso, é importante se atentar em caso de promoções exageradas, principalmente quando a promoção não é anunciada em canais oficiais da marca ou quando o link redireciona o usuário para outras páginas.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.