Tamanho do texto

Grupo de usuários deverá visualizar campanhas publicitárias no aplicativo de mensagens ainda este mês; anúncios não serão exibidos dentro de conversas

Depois de apresentar uma série de melhorias no Messenger, como uma versão mais leve para usuários brasileiros e as reações para mensagens, o Facebook passa a investir em novas formas de rentabilizar com o aplicativo. A empresa liberou para empresas de todo o mundo a opção de usar o mensageiro para atingir seu público por meio de anúncios. Em comunicado, os "testes promissores na Austrália e na Tailândia" foram apontados como sinal positivo para a expansão da versão beta.

Leia também: YouTube: Gangam Style perde posto de vídeo mais assistido após cinco anos

De acordo com o "TechCrunch", uma parte dos usuários deverá visualizar os anúncios no Messenger ainda este mês. Segundo o site, para mostrar uma propaganda, o Facebook levará em consideração fatores como a quantidade de conversas que um usuário mantém, o tamanho do celular e a qualidade da tela. O conteúdo das mensagens não deverá ser usado para exibir anúncios direcionados.

Anunciantes que criarem campanhas para o Messenger terão espaço de destaque na tela inicial do aplicativo
Divulgação
Anunciantes que criarem campanhas para o Messenger terão espaço de destaque na tela inicial do aplicativo


Leia também: Poxa, crush! App inspirado em Pokémon Go permite caçar namorados imaginários

Com cerca de 1,2 bilhão de usuários mensais, a publicidade no aplicativo de mensagens é a nova aposta para manter o ritmo de crescimento do Facebook. Como lembra o "TechCrunch", os espaços para anúncios no feed de notícias da rede social estão praticamente esgotados, fazendo com que o foco seja direcionado para outras propriedades da companhia de Mark Zuckerberg.

Em post publicado em seu blog, o Facebook defendeu que a mudança "oferece aos profissionais de marketing uma oportunidade de expandir o alcance de suas campanhas e gerar mais resultados". De acordo com a rede social, os anúncios não serão exibidos dentro das janelas de conversas, mas, sim, na tela inicial da plataforma e poderão atender a diversos objetivos das empresas.

Leia também: Nova cópia? Facebook investe em clone de aplicativo de chats em vídeo

Além dos anúncios que encaminham para o site da empresa, a plataforma disponibilizará outras soluções para os anunciantes, como a opção para o usuário abrir uma conversa com o perfil da empresa no aplicativo. As empresas também poderão retomar a atenção dos usuários depois de um tempo enviando mensagens patrocinadas. As campanhas para o Messenger poderão ser criadas no Gerenciador de Anúncios e no Power Editor, duas seções de anúncios do Facebook.

    Leia tudo sobre: Facebook Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.