Tamanho do texto

Rede social afirmou que dará menos relevância para posts que apresentarem botões de reprodução falsos ou vídeos com apenas uma imagem estática

Objetivo do Facebook é oferecer informações mais precisas para os usuários no feed de notícias
Reprodução
Objetivo do Facebook é oferecer informações mais precisas para os usuários no feed de notícias

Pensando em melhorar a experiência de seus usuários, o Facebook anunciou mais uma mudança em seu feed de notícias. A partir de agora, páginas que publicarem estratégias "caça-cliques" com publicações envolvendo vídeos não terão mais o mesmo alcance. A decisão afeta os posts que apresentarem botões de reprodução falsos em suas imagens ou vídeos com apenas uma imagem estástica.

Leia também: Saiba como pedir recomendações de serviços para seus amigos no Facebook

Segundo comunicado do Facebook , nas próximas semanas, as páginas que publicarem histórias que utilizem uma destas estratégias perderão relevância no algoritmo do feed de notícias. O objetivo da rede social é oferecer informações precisas para os usuários. "Quando as pessoas clicam em uma imagem no feed de notícias que exibe um botão de reprodução, elas esperam que o vídeo comece a rodar", diz a empresa, em texto dos engenheiros Baraa Hamodi e Zahir Bokhari.

Leia também: Conheça o Watch, a plataforma do Facebook para competir com YouTube e Netflix

No entanto, a rede social afirma que muitas páginas se utilizam dessa estratégia para enganar os usuários e levá-los a clicar em links de sites de baixa qualidade. Como lembra o site "TechCrunch", as publicações com vídeos caça-cliques perderão alcance, mas não serão totalmente removidas. Esta medida só será tomada caso os responsáveis pela página violarem outras regras da rede social.

Em entrevista ao "TechCrunch", Greg Marra, gerente de produto do feed de notícias da rede social, lembrou que a proibição de vídeos caça-cliques já valia há alguns anos para posts patrocinados. "Ouvimos das pessoas que elas se sentem frustradas com os botões de reprodução falsos", disse, ao explicar a mudança. Segundo ele, a plataforma deverá utilizar inteligência artificial para classificar e detectar imagens que tenham botões falsos.

De acordo com o Facebook, os produtores de conteúdo que adotam estas práticas perceberão uma redução significativa na distribuição de seus posts, levando à queda da audiência de seus sites. No entanto, a rede social afirma que a maioria das páginas não sofrerá nenhuma mudança, pois ainda que a frustação dos usuários seja alta, a quantidade de posts com vídeos caça-cliques é relativamente baixa quando comparada ao todo.

Leia também: Réplica de camiseta cinza de Mark Zuckerberg é vendida por "apenas" R$ 150

    Leia tudo sobre: Facebook Aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.