Tamanho do texto

Usuários deixarão de receber atualizações com melhorias e novos recursos; no entanto, correções de segurança serão oferecidas até janeiro de 2023

Windows 8.1 foi lançado pela Microsoft em 2013; correções de segurança serão feitas até 2023
Divulgação
Windows 8.1 foi lançado pela Microsoft em 2013; correções de segurança serão feitas até 2023

Mais um sistema operacional está com seus dias contados dentro da Microsoft. A empresa encerrou o suporte principal para os usuários do Windows 8.1, lançado em 2013, após divulgar seu calendário de descontinuamentos em outubro de 2017. Com isso, a versão do sistema deixará de receber atualizações para receber melhorias ou novos recursos. De acordo com a companhia, a plataforma receberá somente correções de segurança.

Leia também: Uber é acusada de usar ferramenta que dificulta investigações da polícia

Essa é a penúltima etapa para que o Windows 8.1 deixe de receber suporte total. A Microsoft planeja deixar de oferecer correções de segurança em 10 de janeiro de 2023. O objetivo é fazer com que seus bilhões de usuários passem a utilizar versões mais recentes de seu sistema operacional. O fim de atualizações que trazem novos recursos deverá fazer muitos usuários migrarem para o Windows 10.

Leia também: Conheça o Seeing AI, aplicativo que descreve ambientes para deficientes visuais

A empresa encerra com certa frequência o suporte para plataformas antigas. Em abril de 2017, por exemplo, o Windows Vista finalmente deixou de receber o suporte de segurança. Já em janeiro de 2015, foi a vez do Windows 7 perder o suporte principal. O atendimento completo deixará de ser realizado em janeiro de 2020. O Windows 10, por sua vez, só deixará de receber atualizações de segurança em outubro de 2025.

As datas podem sofrer alterações caso um número significativo de usuários continue a usar versões antigas. É o caso do Windows XP, que foi lançado em 2001 e teve suporte até 2014. A decisão de usar um sistema operacional que não recebe correções torna o computador extremamente vulnerável a ataques. Em situações mais críticas, a Microsoft decide oferecer uma atualização para quem ainda usa sistemas antigos.

Leia também: Fim do Paint? Programa de edição deixará de receber atualizações no Windows

No ano passado, por conta do megaciberataque com o ransomware WannaCry a companhia disponibilizou uma correção de emergência para usuários do Windows XP, que optaram por não atualizar as máquinas para versões como WIndows 7, Windows 8.1 ou Windows 10. A medida ajudou a solucionar uma falha que permitia ao malware bloquear os computadores, mas não deverá ser repetida nos próximos meses.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.