Tamanho do texto

E se precisar do guarda-chuva na volta para casa e ficar com ele até o dia seguinte? Tudo bem, a contagem do app ‘roda’ apenas entre 10h e 18h

Brasil Econômico

Ao fazer o download da plataforma o usuário deve criar uma conta no aplicativo e cadastrar um cartão de crédito
Divulgação
Ao fazer o download da plataforma o usuário deve criar uma conta no aplicativo e cadastrar um cartão de crédito

“Levar um guarda-chuva quando há previsão de chuva torna menos provável que chova”, diz uma das famosas frases sobre a lei de Murphy. E é nessa 'pegada' que uma empresa acabou de lançar um aplicativo que pode ajudar clientes a burlar esse infortúnio alugando guarda-chuvas pela cidade. Brincadeiras à parte conheça agora a Rentbrella.

Leia também: Adeus, trânsito! Uber deve lançar serviço de 'táxi-voador' em até dez anos

Atualmente, com sete pontos concentrados na Avenida Paulista, importante região da cidade de São Paulo, a empresa aluga pelo preço simbólico de R$ 1 por hora um guarda-chuva a qualquer pessoa que tenha o aplicativo baixado em um dispositivo iOS ou Android.

Ok, mas como funciona?

Ao fazer o download da plataforma, o usuário deve criar uma conta no aplicativo e cadastrar um cartão de crédito para que aquele valor simbólico seja pago. Em seguida, a Rentbrella localiza, com a ajuda do GPS, a estação mais próxima de você.

Achou o posto? Maravilha, agora toque em “Quero um guarda-chuva” e aproxime o smartphone do QR Code gerado na estação. Ainda em seu celular aparecerá um token gerado pelo app que deve ser digitado no posto. E prontinho! O guarda-chuva estará em suas mãos e você poderá chegar sem muitos problemas no seu compromisso. A devolução pode ser feita em qualquer estação Rentbrella.

Leia também: Próxima atualização do Instagram virá com mais controle de privacidade no direct

“Em dias de chuva, milhares de pessoas são impactadas direta e indiretamente, não conseguindo sair para almoçar e chegando molhadas em uma reunião importante. Nossa ideia é oferecer às pessoas a segurança de que, independente do clima, elas estão livres para fazer o que precisam”, explica o COO e cofundador do aplicativo, Freddy Marcos.

Fundadores da empresa Rentbrella
Divulgação
Fundadores da empresa Rentbrella


E se eu precisar do guarda-chuva na volta para casa?

Caso você precise ficar mais tempo com o objeto, como durante uma noite toda, é tranquilo. A contagem do Rentbrella apenas ‘roda’ entre 10h e 18h de segunda à sexta-feira, o que permite o usuário ir e voltar seco de sua casa, sem pagar aquele R$ 1 por hora.

Leia também: Tinder disponibilizará opção de somente mulheres iniciarem conversa após o match

O plano da companhia é, primeiramente, disponibilizar 30 mil guarda-chuvas em 50 estações localizadas em prédios comerciais da Avenida Paulista. Depois, os usuários poderão conferir com o serviço em outros pontos da cidade, como restaurantes, shoppings e metrô. Além disso, a empresa espera disponibilizar até o final de 2018, pelo menos 700 pontos da Rentbrella pela cidade de São Paulo, com 350 mil guarda-chuvas.

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.