Tamanho do texto

Aplicativo também permitirá aos motoristas definirem sua localização de acordo com a demanda através de barra de status. Confira as novidades

Uber lança novo aplicativo para motoristas que atende a pedidos feito por eles desde o ano passado
Shutterstock
Uber lança novo aplicativo para motoristas que atende a pedidos feito por eles desde o ano passado

A Uber Technologies lançou nesta terça-feira (10) um novo aplicativo para seus motoristas que inclui uma série de demandas feita por eles desde junho do ano passado. O lançamento faz parte do programa "180 dias de mudança" que foi desenvolvido pela companhia a partir de um levantamento feito com os próprios motoristas.

Leia também: Usuários brasileiros já podem solicitar Uber sem ter app instalado no celular

Entre as principais novidades anunciadas pela companhia estão uma barra de status que permite aos motoristas posicionar-se na cidade de acordo com a base na demanda, uma notificação que também permite aos motoristas verem mensagens sobre oportunidades próximas de corridas e retornos de usuários do serviço, além de uma ferramente que permite aos condutores saberem quanto estão ganhando em tempo real para que possam atingir suas metas mais facilmente.



A respeito das mudanças no app, o CEO da Uber Dara Khosrowshahi assinou  comunicado em inglês no site da companhia reconhecendo que "motoristas são o coração da nossa empresa, mas ao longo do caminho nós perdemos o sinal disso. Nós nos focamos muito em crescer e não o suficiente nas pessoas que tornam isso possível". Mais a frente, ele também afirma que "nós precisamos pensar também no longo prazo e o lugar óbvio para começar isso é o aplicativo dos motoristas."

Leia também: Uber compra startup de bicicletas elétricas e mostra intenção de entrar no setor

Crise de imagem

As mudanças fazem parte de um grande esforço da companhia para melhorar o relacionamento e evitar o descontentamento dos condutores. A empresa teve que lidar com sucessivas crises iniciadas, sobretudo, pelo seu ex-CEO Travis Kalanick.

Num episódio marcante, ele chegou a discutir e xingar um motorista da companhia que fazia queixas sobre a empresa. O motorista gravou tudo, divulgou e o processo culminou no afastamento de Travis da sua posição. Foi justamente quando o novo chefe da Uber Dara Khosrowshahi assumiu que as mudanças começaram.

A situação precisa ser resolvida rapidamente porque a Uber está pensando em fazer um IPO, ou seja, uma oferta pública inicial de ações em 2019. A empresa precisa levantar capital depois de ter perdido US$ 4,5 bilhões no ano passado.

Leia também: Uber cria jogo para ajudar motoristas a conquistarem cinco estrelas em avaliação

Além disso, apesar de ter conseguido a vitória de regulamentar o serviço no Brasil, a Uber enfrenta uma competição ferrenha com outros aplicativos (a brasileira 99Táxis foi vendida recentemente para chineses numa transação de quase R$ 1 bilhão e está com dinheiro para investir) e uma campanha regulatória de autoridades na Europa e em outras partes do mundo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.