Tamanho do texto

Protótipo feito com plástico reforçado foi testado nos Estados Unidos e sobreviveu a 26 quedas consecutivas de 1,20 metro

A tela flexível da Samsung, segundo a marca, se difere das presentes no mercado atualmente por não ser revestida com nenhum componente de vidro
Divulgação/Samsung
A tela flexível da Samsung, segundo a marca, se difere das presentes no mercado atualmente por não ser revestida com nenhum componente de vidro

Os dias de rachaduras no visor do celular podem estar contados. Apresentada nesta quinta-feira (26), a tela flexível da Samsung faz parte de uma nova geração de displays de LED orgânicos feitos com um plástico reforçado que, em teoria, permitirão aos usuários jogar, derrubar ou dobrar seu aparelho sem se preocupar em danificar o visor.

Leia também: Nova memória RAM da Samsung promete ser mais rápida e consumir menos bateria

A tela flexível da Samsung , segundo a própria marca, se difere das presentes no mercado atualmente por não ser revestida com nenhum componente feito de vidro. Outras telas flexíveis, como as utilizadas no Apple Watch, por exemplo, possuem uma fina película de vidro por cima do display flexível, que pode quebrar mais facilmente.

A Samsung colocou sua nova criação à prova pelo Underwriters Laboratories (UL), que também conduz testes de segurança para o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. Segundo o jornal britânico Daily Mail , a tela foi derrubada 26 vezes seguidas de uma altura de quatro pés (cerca de 1,20 metro) e passou por testes de temperatura que incluíram simulações de 71 ºC e -32 ºC.

Em nota, a marca sul-coreana afirmou que, após os experimentos, “a tela continuou a funcionar normalmente, sem danos na frente, lados ou cantos”. O telefone também sobreviveu a uma queda de seis pés (pouco mais de 1,80 metro) sem estragos aparentes.

Leia também: Estudante alemão cria "airbag para celular" que impede aparelho de cair no chão

Chegada ao mercado

A película de plástico reforçado da tela flexível da Samsung é especialmente adequada para equipamentos eletrônicos portáteis, como smartphones, por exemplo
Divulgação
A película de plástico reforçado da tela flexível da Samsung é especialmente adequada para equipamentos eletrônicos portáteis, como smartphones, por exemplo

A Samsung não divulgou quando a tela flexível passará a equipar seus dispositivos, mas a expectativa é de que ela seja usada em um de seus modelos de smartphone em breve.

“A película de plástico reforçado é especialmente adequada para equipamentos eletrônicos portáteis, não somente por ser ‘inquebrável’, mas também por sua leveza, transmissividade e dureza, que são muito semelhantes às do vidro”, explicou Hojung Kim, gerente de comunicação da Samsung Display.

A marca afirmou, ainda, que a tela flexível poderia ser usada em painéis de carros, dispositivos militares móveis, video games portáteis e tablets.

Leia também: Falha em celulares da Samsung faz dispositivos enviarem fotos sem permissão

Como a tela flexível da Samsung acabou de ser certificada pelo UL, é improvável que apareça no próximo Galaxy Note 9, que deve ser lançado nos próximos meses. Além disso, outros designs podem chegar ao mercado primeiro, como a tela de sete polegadas “dobrável”, de codinome Winner, que também está em desenvolvimento pela marca, segundo apurou o The Wall Street Journal .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.