Instagram lançou a função 'Close Friends' para enviar stories a grupos reduzidos de pessoas
Reprodução/Instagram
Instagram lançou a função 'Close Friends' para enviar stories a grupos reduzidos de pessoas

O Instagram anunciou nesta sexta-feira (30) a nova função "Close Friends" ou simplesmente "Amigos Próximos" para sua plataforma de stories, que passa a permitir que os usuários compartilhem suas fotos com grupos selecionados de pessoas. Um dia antes, o YouTube havia lançado nova função que permite postagem de vídeos no formato de stories, para competir com o Instagram.

Leia também: Instagram é o aplicativo que mais cresceu em uso diário entre brasileiros

Aplicativo que mais cresce em uso diário entre os brasileiros, o Instagram faz sucesso com a ferramenta de stories no Brasil e no mundo. Em busca de rivalizar nesse mercado, o YouTube anunciou a criação de nova função. Não contava, no entanto, com o lançamento da novidade da rede social comprada por Mark Zuckerberg em 2012  logo no dia seguinte.

O grupo do Facebook tem se focado no Instagram, sua ferramenta geradora de receitas que cresce mais rapidamente, enquanto a rede social que nomeia a companhia recebe críticas por não ser capaz de aprimorar os sistemas de proteção de dados e disseminação de notícias falsas .

Stories do Instagram X YouTube Stories

YouTube lançou plataforma que permite ao usuário fazer vídeos no formato stories; um dia depois, Instagram inovou seu sucesso, permitindo fotos para grupos pequenos
Reprodução/Instagram
YouTube lançou plataforma que permite ao usuário fazer vídeos no formato stories; um dia depois, Instagram inovou seu sucesso, permitindo fotos para grupos pequenos

O novo recurso do Instagram aparecerá no menu lateral do perfil do usuário na rede social, possibilitando que as fotos dos mais de 1 bilhão de usuários pelo mundo sejam compartilhadas a grupos criados e pré-selecionados por eles.

Leia também: Facebook oferece recompensa de US$ 40 mil para quem descobrir falha

Você viu?

"Se você está na lista de amigos próximos de alguém, você verá um anel verde em torno da foto da pessoa na seção de stories e um distintivo verde quando você estiver visualizando os stories", informou a empresa no lançamento.

A ferramenta do YouTube , por sua vez, vinha sendo testada desde 2017 pela empresa e chegou a ser anunciada com o nome Reels. Desde então, no entanto, o nome e algumas características do serviço foram alteradas. O recurso permitirá que vídeos fiquem no ar por sete dias ou até o dono do canal decidir apagar. 

Com a medida, o  Google , proprietário do YouTube, busca fazer com que a relação mais direta entre influenciadores e o público seja feita dentro do próprio site, uma vez que internamente se entende que há, hoje, um uso intercalado entre Instagram e YouTube, sendo a interação mais próxima dominada pelo Instagram.

A ferramenta, disponível para iOS e Android, estará disponível em breve "para todos os criadores qualificados com mais de 10 mil inscritos", o que mostra que, na prática, os dois serviços serão diferentes. Enquanto no Instagram qualquer usuário pode fazer stories, o YouTube liberará a ferramenta, ao menos a princípio, somente para os influenciadores; os demais só poderão assistir às stories dos outros.

A base de funcionamento do YouTube Stories se assemelha ao modelo usado no Facebook e no próprio Instagram, que foi implementado primeiramente no Snapchat . Os vídeos aparecerão em tela cheia, na vertical, com um contador que inicia a gravação seguinte automaticamente. Ainda será possível adicionar textos, músicas e adesivos nas publicações.

Leia também: 75% dos brasileiros usam aplicativos de redes sociais em seus celulares

O conteúdo das stories  do YouTube será exibido em todas as áreas, seja no site ou no aplicativo, na aba de inscrições, na tela inicial e no menu "Em Alta".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários