Tamanho do texto

Você já teve dúvida se é melhor baixar a versão online ou comprar o CD de um jogo? Então descubra prós e contras de cada formato para videogames

As lojas online nos consoles de games e as plataformas de distribuição, como a Origin e Steam, permitem que os usuários experimentem cada vez mais novos jogos de videogame e, ao fim da partida, deixem tudo salvo na nuvem. Mas será que essa realmente é a melhor alternativa ou as versões físicas ainda são as preferidas entre os jogadores? 

Leia também: Atenção visual e laços mais estreitos: por que continuar no mundo dos games

jogos de videogame
shutterstock
A expansão do mercado de jogos de videogame permite que você acesse os conteúdos por CD ou através dos consoles


Para responder essas questões, o iG Tecnologia conversou com Luiz Othavio Zenha, que é CTO da Intuitive Appz e especialista em games. Segundo o profissional, existem prós e contras dos dois tipos de jogos de videogame  , mas o mais importante é ver o vale a pena para você. 

"Quando quero comprar um jogo, faço uma busca bem minuciosa para encontrar a alternativa mais vantajosa. Ser mais barato ou ter conteúdo adicional, por exemplo, são alguns pontos que devem ser observados na hora de decidir entre mídia física ou digital", explica. 

Mesmo assim, é importante avaliar as vantagens e desvantagens de adquirir cada formato e saber qual deles possui o melhor custo x benefício nas questões de usabilidade. 

Leia também: A partir de agora, usuários do Xbox One, PC e do PS4 podem jogar entre si

Digital ou físico: os prós e contras dos jogos de videogame

jogos de videogame
shutterstock
Na hora de comprar novos jogos de videogame, é importante analisar os pontos positivos e negativos de cada tipo de mídia


O que mais chama atenção no caso dos  games comprados pelas lojas online é a praticidade. Isso porque basta comprar o jogo e fazer download, o que significa que você não precisa ir até a loja ou esperar a entrega em casa, e facilita na hora de testar os lançamentos em primeira mão. 

Isso não quer dizer, porém, que é necessário ter mais memória no seu videogame ou que a jogabilidade seja melhor. "Hoje em dia, os jogos físicos também são instalados diretamente no console, então não há muita diferença de espaço ocupado no HD. Ao jogar, o que muda é entre PC e console, com o uso do mouse e teclado ou dos controles", diz. 

Por outro lado, tudo isso te torna muito dependente da conexão com a internet. Se o WiFi da sua casa não é tão bom assim, será preciso ter paciência para conseguir jogar. 

Na questão de preço, é muito mais fácil de conseguir promoções  pelas plataformas. Ainda mais por causa da alternativa de ser um assinante da Playstation Plus, Microsoft Xbox Live Gold  ou Origin Acess, que dá direito à descontos e acesso exclusivo aos conteúdos. 

Já quando falamos do CD, há cultura entre os gamers de troca e venda de jogos usados — algo que já não é possível pela versão online. "É possível, inclusive, comprar um jogo usado por um bom preço. Muitos colecionam os discos para encher a estante como um hobby. Porém, se você perder, riscar ou quebrar o disco, ele já não pode ser mais jogado", comenta Luiz. 

E se você acha que os jogos de videogame físicos devem acabar, pode esquecer. Os rumores que começaram a rolar com as indicações do novo lançamento da Playstation é que, para a felicidade dos apaixonados por games, ainda haverá duas opções de mídias.