Tamanho do texto

A intenção de Jermaine Smit foi corrigir alguns problemas em potencial que os protótipos do novo iPhone divulgados até agora na internet apresentam

novo iPhone  já está perto de ser lançado, mas os protótipos divulgados até agora apresentam algumas novidades que não agradaram a todos os fãs da Apple. Um desses fãs é Jermaine Smit, designer gráfico que fez sua própria renderização, um "rascunho computadorizado", do celular. Ele apelidou sua criação de iPhone Pro.

Frente e costas do novo iPhone desenhado por Jermaine Smit
Reprodução/YouTube/Concept Creator
O novo iPhone criado por Jermaine Smit tem câmeras traseiras alinhadas na horizontal e uma tela "sem interrupções"

De acordo com o Cult of Mac , site dedicado a notícias sobre os produtos e lançamentos da Apple, a ideia de Jermaine ao fazer sua versão do novo iPhone era corrigir falhas em potencial que apareceram nos protótipos vistos pela internet.

E o trabalho não foi fácil. Segundo o youtuber, foram longos períodos de trabalho. "Demorou cerca de 258 horas", diz.

A criação traz novos conceitos como uma reorganização das três câmeras traseiras do smartphone da Apple .  No molde original, as câmeras aparecem agrupadas de forma. Relembre:

cameras iphone
Reprodução/Twitter/Mark Gurman
Este é o molde original da nova versão do iPhone que será lançada pela Apple; diferente do apresentado por Jermaine


No vídeo que divulgou mostrando seu projeto no seu canal do YouTube, as três lentes aparecem alinhadas na horizontal, ao invés de agrupadas no canto do celular. Ao  Cult of Mac , ele disse que a ideia era otimizar o espaço na parte de trás do iPhone.

"Eu usei uma disposição na horizontal [para as câmeras] por conta do espaço; o objetivo era ter grandes sensores e, é claro, lentes periscópicas", declarou sobre sua decisão de design. Veja a apresentação completa do iPhone Pro  criado pelo youtuber abaixo:

Leia também: Boatos sobre o novo iPhone: aparelho pode ter dupla conexão Bluetooth para áudio

Outras inovações do "novo iPhone"

Renderização mostrando os sensores embutidos por baixo da tela do iPhone Pro
Reprodução/YouTube/Concept Creator
O display do iPhone Pro cobre toda a superfície da tela, e os sensores ficam embutidos embaixo dele

Além de mudar a disposição da câmera, o vídeo de apresentação mostra uma novidade na tela: o fim da separação entre o display, que mostra as imagens, e os sensores e câmeras.

No smartphone da Apple atual, o display termina antes das bordas inferior e superior da tela. A proposta do conceito desenvolvido por Jermaine é colocar os sensores e câmeras atrás do display, embutindo-os sem que eles percam suas funções.

O resultado dessa manobra ousada é uma experiência verdadeira de tela cheia. No entanto, segundo o Cult of Mac , este tipo de tecnologia ainda não está desenvolvida o suficiente para ser adotada em grande escala.

Leia também: Bateria do iPhone dura 8 horas a menos do que deveria, diz estudo

Mas mesmo que essas inovações não sejam incluídas no novo iPhone , a proposta ainda é válida para imaginar o que a Apple seria capaz de fazer se quisesse seguir o rumo proposto por Jermaine Smit.