streaming
Unsplash/Glenn Carstens-Peters
Vídeos por streaming terão qualidade reduzida


A partir desta segunda-feira (23), o Globoplay passa a limitar a qualidade de seus vídeos. Este é o primeiro serviço de streaming a tomar essa atitude diante do isolamento causado pela pandemia do novo coronavírus no Brasil. Com mais pessoas em casa, o uso da internet aumenta, e o objetivo de diminuir a qualidade dos vídeos é não sobrecarregar a rede como um todo, o que poderia gerar um colapso da infraestrutura de troca de tráfego público.  

A economia de dados anunciada pelo Globoplay e pelos demais serviços digitais da Globo foi de 52%. As resoluções 4K e Full HD foram temporariamente bloqueadas da plataforma, que agora só transmite em HD

Leia também: Filmes em cartaz no cinema serão alugados online durante pandemia de coronavírus

Raymundo Barros, diretor de Tecnologia da Globo, disse ao G1 que “em plataformas como celulares e computadores, a mudança será imperceptível”. A Globo também pediu que outros serviços de streaming a acompanhem na decisão, para que a rede nacional de internet seja aliviada. 

Medidas semelhantes na Europa

Na Europa, medidas parecidas já vem sendo tomadas por gigantes como Netflix e Amazon Prime Video , que reduziram as qualidades de seus vídeos por lá. Em alguns países europeus, as medidas restritivas de circulação de pessoas são mais rígidas e estão em vigor há mais tempo, o que já vem causando um aumento na demanda por internet

Leia também: Coronavírus: Steam bate recorde de usuários online durante quarentena

Depois de diminuir a qualidade dos vídeos na Europa, o Amazon Prime Video já monitora as redes em outros países do mundo para decidir se tomará a mesma decisão em outros lugares, informa o The Verge. 

Em nota enviada ao Uol, a Netflix também afirmou que está em contato com governantes e provedores de internet no mundo todo para decidir quando essas mudanças serão necessárias de serem aplicadas em outros países.

    Veja Também

      Mostrar mais