Likee aplicativo
Divulgação
Famoso entre crianças, Likee acumula também pedófilos

A rede social Likee , que faz muito sucesso entre crianças e adolescentes, tem se tornado alvo de pedófilos . Bastante parecido com o TikTok , o aplicativo permite a edição e compartilhamento de vídeos curtos e, por enquanto, possui poucos adultos cadastrados.

De acordo com reportagem da BBC News Brasil, muitos perfis com fotos de homens adultos ou idosos têm entrado em contato com meninas na faixa dos 12 ou 13 anos com comentários maliciosos e até nudes. 

Familiares das crianças já têm usado as redes sociais e as lojas de aplicativos para denunciar a situação. "Tomem cuidado com as crianças. Está cheio de pedófilos fazendo comentários nojentos. É aterrorizante", disse uma usuária, segundo a BBC.

No próprio Likee é possível encontrar comentários de meninas pedindo para que os pedófilos parem de comentar suas postagens. "Parem pedófilos de me chamar de gostosa, que quer me namorar, me sinto mal", escreveu uma adolescente. 

De acordo com as regras do aplicativo, todos os vídeos são públicos e podem aparecer para pessoas que não se seguem, obedecendo um algoritmo . É possível apenas bloquear os comentários das publicações.

Pedofilia no aplicativo

Uma mãe ouvida pela BBC conta que encontrou comentários suspeitos nas mensagens diretas da conta de sua filha no Likee dois dias após a garota começar a usar o aplicativo. 

Um homem pedia para que a menina enviasse fotos. Fingindo ser a filha, a mulher continuou a conversa e o homem enviou uma foto do seu pênis. "Eu disse que não queria mandar fotos, que tinha vergonha. Foi quando ele mandou uma foto do pênis e perguntou se eu, no caso a minha filha, tinha gostado de ver", disse à BBC.

O aplicativo

Apesar de ser permitido apenas para maiores de 16 anos, o Likee é muito popular entre crianças - e não é difícil criar uma conta sendo mais novo que a idade permitida.

A plataforma possui uma ferramenta de controle parental . Com ela, os pais podem acessar as contas dos filhos, bloquear mensagens de desconhecidos e tornar conteúdos privados.

Em nota à BBC, o Likee esclareceu que "usuários são bem-vindos para entrar em contato e relatar conteúdos problemáticos nos canais oficiais, para que possamos manter um ambiente online seguro junto. Encorajamos pais e responsáveis de usuários jovens a ter um papel ativo na educação sobre o uso de redes sociais e, em geral, da internet". O email para contato é feedback@likee.video.

    Veja Também

      Mostrar mais