Wi-Fi 6E é uma versão mais rápida da rede
shutterstock
Wi-Fi 6E é uma versão mais rápida da rede

Wi-Fi 6E está cada vez mais perto de chegar a usuários do mundo todo, trazendo a maior mudança na rede dos últimos 20 anos. O novo padrão, que promete tornar a internet mais rápida, já está aparecendo em dispositivos lançados em 2021. 

De acordo com o portal The Verge, a Wi-Fi Alliance, grupo da indústria que supervisiona o Wi-Fi, está começando a certificar produtos com suporte ao Wi-Fi 6E. Celulares, notebooks, TVs e outros dispositivos devem chegar ao mercado este ano já com suporte à nova tecnologia.

O Wi-Fi 6E vai tornar a internet mais rápida ao adicionar um banda de espectro pela qual os dados circulam. Se os dados fossem carros, é como se eles passassem de um rodovia de duas faixas para uma de oito, ou seja, transmitindo mais informação em menos tempo.

Na Consumer Eletronics Show ( CES ), uma das maiores feiras de tecnologia do mundo que acontece na próxima semana, é esperado que empresas de roteadores mostrem o que está por vir. Além disso, a expectativa é que os novos celulares lançados neste ano já suportem o Wi-Fi 6E .

Mas além de equipamentos que suportem a novidade, é preciso que ela seja, de fato, implementada ao redor do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o uso das ondas de 6 GHz já foi aprovado, o que precisa acontecer em outras localidades.

De acordo com a Wi-Fi Alliance, Reino Unido, UE, Coreia do Sul, Chile e Emirados Árabes Unidos também permitem a tecnologia . Já o Brasil, junto com Canadá, México e Japão, está entre os países nos quais o progresso na internet também está chegando.

Por aqui, a Agêncial Nacional de Telecomunicações ( Anatel ) abriu, há cerca de um mês, consulta pública para receber contribuições do setor para estabelecer as normas da implementação do avanço do Wi-Fi no Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários