Twitter cancela algoritmo enviesado
Unsplash/Sara Kurfeß
Twitter cancela algoritmo enviesado

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (19) que desabilitou por completo o sistema de recortes de imagens por ele ter um viés racista e machista. Em setembro passado, usuários perceberam que o algoritmo cortava as imagens priorizando rostos brancos , o que fez a rede social estudar o caso.

De acordo com o Twitter, as análises concluíram que o algoritmo fornecia "tratamento desigual com base em diferenças demográficas", favorecendo homens brancos nos cortes das fotos. Além disso, um viés descrito como "olhar masculino" também foi encontrado - nesse caso, os cortes de imagens de mulheres favoreciam peitos e pernas.

Agora, as imagens serão cortadas pelos próprios usuários para aparecerem no tamanho padrão do Twitter , explicou Rumman Chowdhury, engenheiro-chefe de software da rede social e especialista em ética e inteligência artificial, em uma publicação no blog da empresa.

"Uma de nossas conclusões é que nem tudo no Twitter é um bom candidato para um algoritmo e, neste caso, a maneira como recortar uma imagem é uma decisão que as pessoas tomam melhor", afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários