Wikipédia é editada por redes do governo
Wikipédia/ Divulgação
Wikipédia é editada por redes do governo



Redes do governo têm sido usadas para editar os mais diversos artigos da Wikipédia , a maior enciclopédia colaborativa do mundo. Um robô , chamado @brwikiedits, divulga no Twitter toda vez que um computador do governo é usado apra editar um artigo do Wikipédia.

Recentemente, o artigo referente ao cantor Gusttavo Lima foi editado por um computador da rede da Caixa Econômica Federal . Já o artigo do comentarista esportivo Milton Neves foi modificado por alguém logado na rede do Supremo Tribunal Federal ( STF ).

Algum computador na rede do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais ( Inpe ) foi responsável por editar o artigo com a definição de 'carne de sol', enquanto algum fanático em Fórmula 3 editou o artigo '1990 FIA European Formula Three Cup' a aprtir da rede do Serviço Federal de Processamento de Dados ( Serpro ) e do extinto Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O Metrópoles realizou um levantamento de todas as modificações do Wikipédia realizadas por redes do governo desde 6 de fevereiro de 2020. Na ocasião, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei com regras sobre medidas de contenção do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Mesmo com o home office , as redes oficiais continuaram sendo usadas para mudar artigos, descobriu o portal. A rede mais usada para esse fim foi a do Serpro, realizando 47 edições no total. Uma análise dos horários das edições mostrou, ainda, que a grande maioria foi feita durante o horário comercial, entre 9h e 18h.

De acordo com Daniel Lamounier, especialista em direito público e ex-controlador adjunto da Controladoria-Geral do Município de São Paulo, os servidores públicos podem ser punidos por realizarem essas atividades em horário de trabalho , caso isso seja comprovado.

"A administração pública tem o princípio da legalidade. O servidor só pode agir conforme a lei, conforme as atribuições, nem mais, nem menos. Então, qualquer ato dele fora desse arcabouço já é uma ilegalidade", diz ele ao Metrópoles.

Você viu?

Pedro Menezes, criador do robô , conta ao Metrópoles que já recebeu mensagens de órgãos do governo pedindo para ele excluir publicações no Twitter . "Já recebi mensagem pedindo para eu parar, porque estava ficando ‘ruim’ para eles", afirma o engenheiro de software, que não acatou os pedidos.

Pedro diz que se inspirou em exemplos internacionais para criar o robô por aqui. O primeiro bot do tipo foi o @parliamentedits, que mostra quando alguém do Parlamento britânico edita um artigo na Wikipédia. Sistemas do tipo também existem nos EUA, Canadá, Suécia e França.

O que diz o governo

O Metrópoles questionou os órgãos do governo a respeito das edições na Wikipédia. Nenhum respondeu quem foram os editores. O Inpe disse que "o texto citado não representa posição do INPE e não foi uma adição ou alteração feita em nome do Instituto".

O STF afirmou que "as informações necessárias para a resposta (quem seriam o responsável pela edição) não estão mais disponíveis e obtê-las exigiria desarquivamento de informações e importação de novos dados". Além disso, o órgão disse que "o acesso pode ter sido originado na rede wi-fi de visitantes" - no site do STF, porém, há um aviso de que as visitações ao prédio estão suspensas temporariamente.

Já a Serpro explicou que "administra uma extensa rede que provê acesso à internet a órgãos públicos em todo o país", e que "eventuais abusos quanto ao conteúdo postado podem ser apurados pelos órgãos de origem, que são responsáveis por garantir conduta dos seus servidores públicos". O órgão disse, ainda, que "pode prestar informações para auxiliar nessas apurações, mas só possui poder hierárquico sobre seu próprio corpo funcional".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários