Golpistas roubam dinheiro das vítimas
Unsplash
Golpistas roubam dinheiro das vítimas



70% dos adultos brasileiros foram expostos a um golpe de suporte técnico neste ano, de acordo com um estudo realizado pela YouGov e encomendado pela Microsoft . Em 2018, no último levantamento, a taxa era de 67%.

De acordo com a empresa, o golpe não é uma novidade e vem sendo aplicado há anos em diversas partes do mundo. Nele, cibercriminosos entram em contato com a vítima (pode ser por e-mail, falsos pop-ups nos dispositivos eletrônicos, ligações ou mensagens) fingindo ser do suporte técnico de algum serviço ou produto.

Se a vítima cai no golpe, ela pode ter perdas financeiras expressivas, já que os golpistas cobram para resolver problemas inexistentes. Só a Microsoft recebe cerca de 6.500 reclamações por mês de clientes da marca que foram vítimas de falsos técnicos da empresa que realizaram falsas assistências aos seus dispositivos. Esse número é mais baixo do que a média dos anos anteriores, que já chegou à casa de 13 mil queixas mensais.

Você viu?

Brasileiros e millennials na mira dos golpistas

Nos 16 países analisados pela pesquisa, 60% dos adultos se depararam com um golpe do tipo, taxa menor que os 70% do Brasil. Por aqui, cresceu cinco pontos percentuais o número de pessoas que dão continuidade ao golpe, alcançando 29% dos afetados em 2021. Além disso, a quantidade de pessoas que perdem dinheiro com a fraude subiu de 5% em 2018 para 7% neste ano.

Tanto no Brasil quanto no mundo, os millennials são a geração mais propensa a cair neste tipo de golpe, assim como homens são mais vítimas do que as mulheres.

As iscas mais comuns usadas pelos cibercriminosos globalmente são problemas com o computador (30% dos casos), senhas comprometidas (23%) e uso fraudulento de cartões de crédito, débito e departamentais (18%).

Como se proteger do golpe

Em relação à última pesquisa, as pessoas estão, no geral, mais céticas em relação a ligações de suporte técnico ou pop-ups que aparecem no próprio dispositivo. Apesar disso, é importante ressaltar que os cibercriminosos vão tornando a fraude cada vez mais sofisticada, usando de outros métodos de contato, além de utilizarem a chamada engenharia social para convencer a vítima de que se trata de um serviço legítimo.

Além disso, com os recentes e massivos vazamentos de dados , é bastante provável que os golpistas tenham informações pessoais das vítimas para usarem, a fim de que elas acreditem de que se trata de uma ligação realmente da empresa que o criminoso se diz ser.

No caso desse golpe , a principal dica é sempre desconfiar de contatos a respeito de suporte técnico , sobretudo se eles realizarem cobranças. Na dúvida, é melhor entrar em contato diretamente com a empresa que presta o serviço em seus canais oficiais e perguntar se realmente há um problema.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários