LinkedIn dá fim aos Stories
Unsplash/inlytics
LinkedIn dá fim aos Stories

O LinkedIn anunciou na terça-feira (31) que vai encerrar o recurso de Stories na plataforma. A ferramenta vai permanecer ativa até o final de setembro. O anúncio vem logo após o  Twitter encerrar o Fleets, seu recurso de Stories.

No Linkedin, os  Stories sequer completaram um ano globalmente. No início, a rede social lançou a novidade alegando que os usuários poderiam fazer publicações sem pensar que elas permaneceriam em seus perfis para sempre.

Conforme o uso, porém, a percepção da empresa foi diferente. "Ao desenvolver os stories, presumimos que as pessoas não gostariam de vídeos informais ligados aos seus perfis e que a efemeridade reduziria as barreiras que as pessoas sentem ao postar. Acontece que vocês desejam criar vídeos duradouros que contem suas histórias profissionais de uma forma mais pessoal e que mostre sua personalidade e experiência", disse Liz Li, diretora sênior de produto do LinkedIn.

De acordo com ela, os usuários querem mais ferramentas criativas para criar vídeos em um contexto profissional. Por isso, o LinkedIn está pensando em novas estratégias para vídeos, em um formato mais "rico e comunicativo" que os Stories.

Depois do Instagram se apropriar do formato do Snapchat de vídeos que desaparecem em 24 horas, o recurso de Stories viralizou, passando a aparecer em quase todas as redes sociais. Em algumas, porém, o formato não faz sentido para o público, o que fez com que ele fosse abandonado por plataformas como Twitter e LinkedIn.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários