GETTR terá que suspender pagamentos
Reprodução
GETTR terá que suspender pagamentos

O ministro-corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Felipe Salomão, determinou nesta quarta-feira (8) que a rede social GETTR suspenda a monetização de canais bolsonaristas. Os alvos são os mesmos da  determinação anterior que englobou outras redes sociais. As informações são da Reuters.

A decisão veio após solicitação da Polícia Federal, que investiga a disseminação de notícias falsas a respeito do sistema eleitoral brasileiro. Em sua decisão, Salomão afirmou que os canais que tiveram monetização suspensa no Facebook, Twitter, YouTube e Instagram migraram para o GETTR.

Dentre os perfis que devem ter o repasse de dinheiro interrompido estão Allan dos Santos, Oswaldo Eustáquio, Fernando Lisboa da Conceição e o Jornal da Cidade Online. Ao todo, são 23 canais e 12 pessoas. O valor já arrecadado pelos canais por meio de publicidade devem ser depositados em juízo.

Além de interromper o pagamento, o GETTR também terá que bloquear algoritmos que recomendam conteúdos que atacam o sistema eleitoral brasileiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários