Dados foram expostos
Unsplash/Markus Spiske
Dados foram expostos

O dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, descobriu que 426 milhões de dados pessoais estão expostos na internet, além de 109 milhões de CNPJs e placas de veículos. As informações podem ser consultadas em um site público.

De acordo com a empresa, não é possível saber se houve um novo vazamento de dados ou se o site apenas compila informações expostas anteriormente. Mas o fato delas estarem disponíveis em um site público é preocupante.

"Estamos falando de uma super base, provavelmente enriquecida a partir do compilado de outros possíveis vazamentos. Esse novo banco foi encontrado pelo dfndr lab em 19 setembro de 2021 e tem sido analisado desde então", afirma Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança do PSafe.

A empresa já elaborou um relatório e encaminhou à Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD). A divulgação dos dados pode gerar a aplicação de diversos tipos de golpes e, por isso, é importante estar atento.

"Nas mãos dos cibercriminosos, esses dados são um ‘prato cheio’ para a aplicação de golpes de engenharia social, que é quando os golpistas utilizam essas informações para enganar as vítimas a tomar uma ação que irá prejudicá-la. Sabendo que esses dados estão disponíveis gratuitamente na internet aberta, precisamos alertar a população para desconfiar ainda mais de telefonemas e mensagens que utilizem essas informações para conquistar a sua confiança", alerta Emilio.

Para se proteger, confira algumas dicas:

  • Nunca compartilhe suas senhas com outras pessoas;
  • Não compartilhe dados pessoais (sobretudo bancários) com terceiros;
  • Não repasse códigos que receber por SMS;
  • Sempre que receber alguma ligação, e-mail ou mensagem de algum serviço que você possui (como banco ou operadora de telefonia), desligue e entre em contato com um canal oficial da empresa;
  • Não clique em links duvidosos e sempre procure canais oficiais;
  • Não conceda seus dados para descobrir se seus dados foram vazados;
  • Sempre que perceber um golpe, alerte seus amigos, familiares e conhecidos. O compartilhamento de informação a respeito da educação digital é essencial para que todos estejam protegidos;
  • Utilize o serviço Registrato, oficial do Banco Central, para saber se criminosos abriram contas bancárias ou pediram empréstimos utilizando os seus dados.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários