YouTube anunciou que irá remover vídeos com informações falsas sobre vacinas
Wagner Pedro
YouTube anunciou que irá remover vídeos com informações falsas sobre vacinas

O YouTube anunciou nesta quarta-feira (29) que irá retirar vídeos que propaguem informações falsas sobre vacinas. Segundo a plataforma, há movimentos em que divulgam reações adversas inexistentes da imunização contra a Covid-19.

Em alguns vídeos, de acordo com a empresa, há informações de que a vacina causa problemas crônicos de saúde, autismo, causa infertilidade ou que não reduz a infecção. Algumas publicações excluídas foram gravadas por brasileiros.

"Trabalhando em estreita colaboração com as autoridades de saúde, procuramos equilibrar nosso compromisso com uma plataforma aberta com a necessidade de remover conteúdo nocivo flagrante", disse o YouTube em comunicado.

"Temos constantemente visto falsas alegações sobre as vacinas contra o coronavírus se espalharem pela desinformação sobre as vacinas em geral, e agora estamos em um ponto onde é mais importante do que nunca expandir o trabalho que começamos com COVID-19 para outras vacinas", concluiu.

Leia Também

A plataforma ainda disse que vídeos que propaguem informações falsas sobre outras vacinas também serão excluídas. O YouTube informou manterá testemunhos sobre imunização que não ultrapassem as Políticas de Privacidade da empresa.

"Testemunhos pessoais relacionados a vacinas também serão permitidos, desde que o vídeo não viole outras Diretrizes da comunidade, ou o canal não mostre um padrão de promoção da hesitação à vacina".

O YouTube não informou quantos vídeos serão excluídos. A empresa também não divulgou quantas gravações brasileiras serão retiradas da plataforma e se há autoridades envolvidas na divulgação de notícias falsas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários