Maria Ressa e Dmitri Muratov foram os vencedores do Nobel da Paz
Reprodução
Maria Ressa e Dmitri Muratov foram os vencedores do Nobel da Paz

Maria Ressa,  jornalista filipina que venceu o Nobel da Paz ao lado do russo Dmitri Muratov, disse que o Facebook falha em combater a disseminação de notícias falsas e discurso de ódio na rede social.

Os algoritmos da plataforma "priorizam a disseminação de mentiras misturadas à raiva e ao ódio", disse Ressa à agência de notícias Reuters. "Se você não tem fatos, não pode ter verdades, não pode ter confiança. Se você não tem nada disso, não tem democracia", continuou.

Ressa e Muratov foram reconhecidos com o Nobel da Paz por seus esforços em defenderem a liberdade de imprensa e de expressão em seus países. "Ressa usa a liberdade de expressão para expor o abuso de poder, o uso da violência e o crescente autoritarismo em seu país natal", disse o comitê norueguês do prêmio Nobel.

Procurado pela Reuters, um porta-voz do Facebook disse que a empresa acredita na liberdade de imprensa e que investe na redução da visibilidade de conteúdo prejudicial.

O comentário de Ressa veio após uma  semana delicada para o Facebook. Em  depoimento ao Senado dos EUA na quarta-feira (6), a delatora e ex-funcionária Frances Haugen acusou a empresa de privilegiar a desinformação e o discurso de ódio de propósito, a fim de manter seus lucros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários