Frances Haugen depondo no Senado dos Estados Unidos
Reprodução/Youtube
Frances Haugen depondo no Senado dos Estados Unidos

Frances Haugen, ex-funcionária e delatora do Facebook, irá depor diante do parlamento do Reino Unido no dia 25 de outubro. A expectativa é que ela peça a regulamentação da rede social, assim como fez durante seu  depoimento ao Senado dos Estados Unidos na última semana.

Haugen foi gerente de produtos do Facebook e, recentemente, divulgou uma série de documentos da empresa para parlamentares e imprensa dos EUA. A delatora acusa a rede social de colocar seus lucros na frente do bem-estar dos usuários, promovendo desinformação e discurso de ódio.

No Reino Unido, Haugen tem presença confirmada perante o Comitê Conjunto do Parlamento, que atua em uma proposta de regulamentação de redes sociais. Essa será a primeira vez que a delatora falará publicamente com parlamentares fora do seu país de origem.

"É preciso haver maior transparência nas decisões que empresas como o Facebook tomam quando trocam a segurança do usuário pelo seu engajamento", disse Damian Collins, presidente do comitê.

Comitê de Supervisão do Facebook

Além de falar com parlamentares na Europa, Haugen afirmou nesta segunda-feira (11) que irá se reunir com o Comitê de Supervisão do Facebook, órgão independente que auxilia a empresa a tomar decisões eticamente difíceis, sobretudo no que diz respeito à moderação de conteúdo.

Leia Também

"As escolhas feitas por empresas como o Facebook têm consequências reais para a liberdade de expressão e os direitos humanos de bilhões de pessoas em todo o mundo. Nesse contexto, a transparência em torno das regras é essencial", disse o comitê, em comunicado.

"Aceitei o convite para informar o Conselho de Supervisão do Facebook sobre o que aprendi enquanto trabalhava lá. O Facebook mentiu para o conselho várias vezes e estou ansioso para compartilhar a verdade com eles", escreveu Haugen em sua conta no Twitter.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários