Executivo defende Facebook
Unsplash
Executivo defende Facebook

Andrew Bosworth, vice-presidente de realidade virtual e aumentada da Meta, dona do Facebook, disse que a circulação de desinformação na rede social é culpa de seus usuários, e não da plataforma em si.

De acordo com Bosworth, que é um dos principais executivos da empresa, "os indivíduos que escolhem" acreditar e compartilhar mentiras relacionadas à Covid-19. "O que mais você pode fazer se algumas pessoas vão pegar essa informação real, de uma fonte real e escolher não aceitá-la?", questionou ele em entrevista ao programa Axios na HBO, exibido no domingo (12). Para ele, o Facebook realizou "a maior campanha de vacinação para Covid-19" do mundo.

"Essa é a escolha deles. Eles estão autorizados a fazer isso. Você tem um problema com essas pessoas. Você não tem um problema com o Facebook. Você não pode colocar a culpa disso em mim", declarou.

Bosworth, que assume o cargo de chefe de tecnologia da Meta no ano que vem, é conhecido por dar declarações polêmicas. Em 2016, em um memorando interno escrito para funcionários, que foi divulgado pelo Buzzfeed, ele disse que o Facebook deveria continuar crescendo, mesmo que "alguém morresse em um ataque terrorista coordenado por meio de nossas ferramentas".

Leia Também

Recentemente, a delatora e ex-funcionária da empresa Frances Haugen divulgou diversos documentos que mostram que o Facebook poderia minimizar a disseminação de desinformação e discurso de ódio, mas não o fez para manter o engajamento dos usuários e, portanto, o lucro alto com publicidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários