Instagram é usado para aplicar golpes
Unsplash
Instagram é usado para aplicar golpes

Todo mundo conhece o golpe em que ligam para a casa de uma pessoa e dizem ser um parente ou conhecido precisando de dinheiro. Com o tempo, a armadilha evoluiu para o WhatsApp: supostas mensagens de amigos que "trocaram de número" são enviadas junto com um pedido de empréstimo. Agora, o golpe mais recente vem pelo Instagram. Golpistas invadem perfis e, nos stories, anunciam produtos à venda ou investimentos milagrosos. Em casos extremos, a armadilha é tão bem feita que criminosos usam manipulação de imagens para postar vídeos falsos daquela vítima pedindo dinheiro ou anunciando algo.

Foi o que aconteceu com a advogada Suany Feitosa. No final de novembro, ela recebeu uma mensagem notificando que alguém havia feito login no seu perfil da rede social. Ela tentou pedir uma recuperação de senha por meio do seu e-mail ou telefone, mas já era tarde: os criminosos já haviam mudado o endereço e números cadastrados. E o sentimento de vulnerabilidade ficou ainda maior quando os hackers postaram um vídeo manipulado da advogada no qual ela supostamente indicava um "investimento milagroso" em bitcoin.

"Eu acredito que eles pegaram vídeos meus em que eu conversava em inglês com amigos americanos e aplicaram o 'deepfake' que muda o que você está falando. Ou seja, transformaram meu vídeo em um vídeo falso", conta.

A tecnologia citada pela advogada consiste em usar inteligência artificial para manipular um vídeo, colocando rostos em corpos diferentes ou mesmo mudando o que a pessoa está dizendo em um vídeo original.

Leia Também

O caso de Suany não é isolado. Em outros casos, os perfis invadidos são usados para publicar eletrodomésticos ou outros itens caros nos Stories. Se os seguidores da vítima "comprarem" os produtos, eles também se tornam vítimas, tendo o dinheiro roubado.

Segundo Alessandro Magalhães, gerente de cibersegurança da consultoria Mazars, explicou ao Valor Investe, as contas podem ser invadidas através de dados roubados por vírus ou através de vazamentos de dados.

Por isso, o recomendado é que se use senhas fortes e diferentes para cada conta. Além disso, a  autenticação de dois fatores pode ser a salvação para não ter a conta do Instagram invadida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários