Novo MacBook Pro
Divulgação/Apple
Novo MacBook Pro

A Apple pagou US$ 100 mil (cerca de R$ 540 mil) a um pesquisador que descobriu uma falha de segurança na webcam do Mac. Ryan Pickren é doutorando em segurança cibernética no Instituto de Tecnologia da Georgia, nos Estados Unidos, e levou o maior prêmio já pago pela Apple no programa de recompensas, de acordo com o AppleInsider.

Segundo relatório do pesquisador, uma série de bugs no Safari e no iCloud faziam com que a câmera do computador ficasse vulnerável, permitindo que cibercriminosos invadissem o dispositivo.

No relatório, o pesquisador detalhou a falha no Mac. "O bug dá ao invasor acesso total a todos os sites visitados pela vítima. Isso significa que, além de ligar sua câmera, ele também pode hackear suas contas do iCloud, PayPal, Facebook, Gmail e outros", escreveu. A gravidade do caso está diretamente relacionada com a alta recompensa.

O programa de recompensas da Apple oferece dinheiro para quem descobrir falhas de segurança em dispositivos e sistemas da empresa. O objetivo é fazer com que os erros sejam encontrados antes de serem explorados por hackers. Antes de receber os US$ 100 mil, Pickren já havia ganhado US$ 75 mil (cerca de R$ 410 mil) em 2019, quando encontrou uma falha na câmera do iPhone.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários