TCL 20B
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
TCL 20B

A marca chinesa TCL, que vem ampliando seu portfólio de smartphones no Brasil, lançou no final do ano passado o TCL 20B, um smartphone intermediário com câmera de 50 MP.

Testei o celular e te conto todos os detalhes sobre ele neste review. A primeira impressão sobre o TCL 20B é muito boa: design bonito, leveza, desbloqueio rápido e interface amigável. Depois de usá-lo por um tempo, porém, o processamento pode decepcionar.

Especificações do TCL 20B

  • Tela: 6.52" com resolução HD+
  • Processador: MediaTek MTK6762D
  • Memória RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 64 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Câmera traseira: 50 MP + 2 MP
  • Câmera frontal: 8 MP
  • Sistema operacional: Android 11

TCL 20B causa boa primeira impressão

Logo que peguei o TCL 20B, o design me agradou bastante. O celular não traz nada de muito inovador, mas tem características muito boas: cor bonita, sensor de impressão digital em lugar confortável, leveza e tamanho que encaixa na mão.

Parte traseira do TCL 20B
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Parte traseira do TCL 20B

No Brasil, o TCL 20B é vendido apenas na cor Space Gray, um cinza que, dependendo da iluminação, pode ficar azul ou preto. O efeito na parte traseira causado pela cor e pelo brilho do celular é bastante bonito. O sensor de impressão digital fica no centro na parte superior, perto do conjunto de duas câmeras, que fica em relevo do lado esquerdo.

TCL 20B tem acabamento que faz com que ele mude de cor de acordo com a iluminação
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
TCL 20B tem acabamento que faz com que ele mude de cor de acordo com a iluminação

O smartphone é bastante leve e de tamanho confortável. O brilho na parte traseira suja fácil, mas o celular não escorrega das mãos - o que é ótimo para os desastrados como eu. Mesmo assim, acabei derrubando ele no chão de costas, e ele sequer arranhou - ponto positivo para a resistência.

Na lateral esquerda, o TCL 20B tem um botão dedicado para a Google Assistente. O recurso é indiferente para mim, mas pode ser interessante para quem usa bastante a assistente de voz. Na frente, a câmera fica em um notch em formato de gota no centro da tela, que não é infinita, já que o display tem uma barra preta na parte inferior.

Parte frontal do TCL 20B
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Parte frontal do TCL 20B

Um intermediário comum

Nas primeiras ações, o TCL 20B continua agradando. O desbloqueio, tanto por impressão digital quanto por reconhecimento facial, é rápido, e a interface do celular é amigável.

Baseada no Android, a interface da TCL é bastante limpa, com ícones arredondados e barra de ferramentas personalizável. Como ponto negativo, o smartphone vem com muitos aplicativos pré-instalados, a maioria deles do Google.

Para a tela, a TCL anuncia uma ferramenta chamada NXTVISION, que promete deixar as imagens mais claras, intensas e brilhantes. A diferença pode ser percebida em uma comparação mais minuciosa mas, no cotidiano, para assistir vídeos e mexer nas redes sociais, o recurso não traz um resultado tão expressivo, passando despercebido.

Na primeira impressão, o TCL 20B se comporta como um celular intermediário padrão: não tem nada de muito ruim, nem nada de muito bom.

Desempenho decepciona

Quando o uso do celular se torna mais frequente, porém, o desempenho decepciona. O processador da MediaTek, acompanhado de 4 GB de memória RAM, não dão conta de muito mais do que aplicativos comuns, jogos leves e redes sociais.

Um teste que sempre faço em reviews é tentar jogar Asphalt 9, que é um jogo mais "pesado". Geralmente, celulares intermediários não têm o melhor desempenho possível neste game, apresentando imagens mais lentas, o que é natural. No caso do TCL 20B, porém, o jogo sequer rodou.

Na primeira tentativa, o game travou, continuando a rodar apenas a música de fundo. Depois de fechar o aplicativo e abrir de novo, consegui completar a partida em uma segunda tentativa, mas com as imagens apresentando alguns travamentos.

Leia Também

Leia Também

Para vídeos em plataformas de streaming, o TCL 20B desempenha bem, mas o som e a imagem não são os melhores. Em resumo, no que diz respeito ao processamento, o smartphone é um intermediário mais básico, que não cumpre muito bem com tarefas mais complexas. Para quem tem um uso mais leve, com aplicativos simples e redes sociais, o modelo dá conta.

Leia Também

Já sobre a bateria, os 4.000 mAh conseguem fazer o celular durar o dia todo longe da tomada, pensando neste uso mais leve. Na hora de carregar, porém, o smartphone ficou mais de duas horas na tomada para completar a carga.

Câmera boa, com destaque para o modo retrato

No que diz respeito à câmera, o principal destaque do TCL 20B, na minha opinião, é o modo retrato. O dispositivo borra o fundo das fotos sem exageros e contorna bem o rosto em destaque. Confira a seguir a comparação:

Foto tirada com o TCL 20B sem modo retrato
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Foto tirada com o TCL 20B sem modo retrato


Foto tirada com o TCL 20B com modo retrato
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Foto tirada com o TCL 20B com modo retrato


No mais, a câmera é boa, mas não impressionante. Na traseira, há uma lente de 50 MP e um sensor de profundidade de 2 MP. Na parte frontal, a câmera é de 8 MP. Tanto câmera traseira quanto frontal fazem boas imagens no modo automático.

Na câmera principal, o zoom não é tão bom, deixando a imagem estourada, mas a opção de usar a resolução máxima, de 50 MP, deixa as fotos bastante nítidas.

A câmera traseira ainda têm alguns efeitos, como longa exposição para capturar luzes e objetos em movimento. Essas ferramentas funcionam bem para quem gosta de explorar mais a câmera do celular. A seguir, confira duas imagens feitas usando a câmera automática, uma noturna e outra diurna:

Foto tirada com o TCL 20B durante a noite
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Foto tirada com o TCL 20B durante a noite


Foto tirada com o TCL 20B durante o dia
Dimítria Coutinho/iG Tecnologia
Foto tirada com o TCL 20B durante o dia


TCL 20B é uma boa compra?

Para decidir se um smartphone é bom, ou não, é sempre importante avaliar o usuário. Se você procura um celular que atenda um uso mais completo, com jogos e vídeo pesados, este não é o caso.

Mas se você procura um celular bonito, que faz fotos boas e dá conta de um uso mais leve, este pode ser uma boa opção. O problema, no entanto, está no preço. O TCL 20B custa, na loja oficial, R$ 1,8 mil. Por menos, dá para encontrar celulares com desempenho similar; e pelo mesmo preço, modelos mais avançados.

O Realme C21Y , por exemplo, é um modelo mais básico, que custa pouco mais de R$ 1 mil, mas que, na prática, desempenha tão bem quanto o TCL 20B. Na mesma faixa de preço do smartphone da TCL, dá para encontrar o Galaxy A52, da Samsung, por exemplo, que tem um desempenho bastante superior.

Também na mesma faixa de preço, estão o Poco M3 Pro 5G, da Xiaomi, e o Moto G9 Plus, da Motorola, que trazem características mais avançadas - como 5G e bateria de 5.000 mAh, respectivamente.

** Dimítria Coutinho atua cobrindo tecnologia há cinco anos, se dedicando também a assuntos econômicos. Antes de trabalhar no iG, era repórter do Ada, um portal de tecnologia voltado para o público feminino. É jornalista formada pela Universidade de São Paulo com passagem pelo Instituto Politécnico de Lisboa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários