Tempo de conexão dos pais afeta hábitos dos filhos
Unsplash/Laura Chouette
Tempo de conexão dos pais afeta hábitos dos filhos

91% dos adultos brasileiros passam três horas ou mais por dia conectados a dispositivos eletrônicos, de acordo com uma pesquisa da empresa de cibersegurança Kaspersky. O estudo mostrou que o hábito dos pais acaba influenciando nas atitudes dos filhos.

Segundo a pesquisa, os pais que passam mais tempo conectados têm filhos que também ficam mais tempo ligados nas telinhas. Quando os pais utilizam dispositivos eletrônicos durante as refeições, é acrescentado, em média, 39 minutos no tempo que as crianças passa online.

Já os adultos que trocam mensagens durante conversas presenciais têm filhos que ficam, em média, 41 minutos a mais conectados por dia.

"Nossa pesquisa mostrou anteriormente que os pais brasileiros têm dificuldade em seguir as regras estabelecidas com seus filhos e agora mostramos que as crianças são um reflexo dos hábitos digitais dos adultos", afirma Fabiano Tricarico, diretor de consumo da Kaspersky na América Latina.

"A educação infantil deve começar com uma autoavaliação e uma reflexão sobre que tipo de ser humano nós, como pais, queremos formar e o que nós mesmos fazemos para sermos desta forma", opina.

** Dimítria Coutinho atua cobrindo tecnologia há cinco anos, se dedicando também a assuntos econômicos. Antes de trabalhar no iG, era repórter do Ada, um portal de tecnologia voltado para o público feminino. É jornalista formada pela Universidade de São Paulo com passagem pelo Instituto Politécnico de Lisboa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários