Líderes religiosos criticam Instagram Kids
Unsplash
Líderes religiosos criticam Instagram Kids

Diversos líderes religiosos, dentre eles reverendos e rabinos, pediram para que o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, encerre o projeto da empresa de lançar uma versão do Instagram exclusiva para crianças. O pedido foi feito nesta terça-feira (8) por meio de uma carta enviada através do grupo de advocacia Fairplay e sua rede Children's Screen Time Action Network, de acordo com a Reuters.

"Depois de muita meditação e oração, afirmamos que as plataformas de rede social que visam cérebros imaturos, praticam mineração de dados antiética e são inspiradas pelo lucro não são uma ferramenta para o bem maior das crianças", diz um trecho da carta, assinada por mais de 70 líderes religiosos.

No texto, são citados a Bíblia, o Alcorão, o Papa Francisco e o monge budista Thích Nhất Hạnh. Na carta, os líderes pedem para que Zuckerberg reconheça as preocupações espirituais e seculares em relação ao Instagram Kids.

A meta vem enfrentando muita polêmica em torno da criação de uma versão infantil do Instagram, sendo criticada por entidades ligadas ao direito das crianças , parlamentares e membros da sociedade civil .

Leia Também

No ano passado,  documentos vazados do Facebook mostraram que a empresa sabia dos problemas que o Instagram tem em relação ao seu potencial de causar danos à saúde mental de adolescentes, mas não fez nada para resolvê-los.

Em setembro passado, depois do vazamento, a empresa disse que adiou os planos para a criação do Instagram Kids , mas não chegou a oficialmente desistir do projeto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários