Americanas é notificada pelo Procon
Divulgação/Americanas
Americanas é notificada pelo Procon

O Procon-SP e o Procon-RJ notificaram nesta segunda-feira (21) a Americanas S.A., responsável pelos sites Americanas e Submarino, pedindo explicações sobre os problemas que deixaram os dois sites fora do ar  durante o final de semana. Nesta segunda-feira, os e-commerces ainda não estão funcionando e o Shoptime, da mesma empresa, também foi retirado do ar .

De acordo com o Procon-SP, a empresa tem até terça-feira (22) para esclarecer os seguintes pontos:

  • Quando o problema foi constatado;
  • Qual a previsão para sua regularização;
  • Quais providências e procedimentos relativos aos protocolos de segurança foram implementados;
  • Quais medidas foram tomadas para mitigar possíveis danos decorrentes do ataque;
  • Que tipo de transações e operações foram e ainda estão comprometidas;
  • Quais os impactos para o consumidor;
  • Se o ataque afetou o banco de dados da empresa e que tipo de informações foram afetadas.

O Procon-SP ainda quer que a Americanas S.A. explique como vai garantir os direitos dos clientes em trocas de produtos, além de comprovar "se adota medidas de segurança, técnicas e administrativas para proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas de destruição, perda, alteração, comunicação ou qualquer forma de tratamento inadequado ou ilícito".

De acordo com a Americanas, um "acesso não autorizado" fez com que os sites fossem retirados do ar. Confira o posicionamento da empresa:

"A Americanas informa que voltou a suspender proativamente parte dos servidores do ambiente de e-commerce na madrugada deste domingo (20/02) e acionou prontamente seus protocolos de resposta assim que identificou acesso não autorizado. A companhia atua com recursos técnicos e especialistas para avaliar a extensão do evento e normalizar com segurança o ambiente de e-commerce o mais rápido possível. A companhia reitera que trabalha com rígidos protocolos para prevenir e mitigar riscos. As lojas físicas não tiveram suas atividades interrompidas e permanecem operando".

** Dimítria Coutinho atua cobrindo tecnologia há cinco anos, se dedicando também a assuntos econômicos. Antes de trabalhar no iG, era repórter do Ada, um portal de tecnologia voltado para o público feminino. É jornalista formada pela Universidade de São Paulo com passagem pelo Instituto Politécnico de Lisboa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários