Dona do Tinder processa Google
Unsplash/Kon Karampelas
Dona do Tinder processa Google

O Match Group, empresa dona dos aplicativos de namoro Tinder, Match e OkCupid abriu um processo contra o Google nos Estados Unidos por conta da taxa cobrada pela gigante de tecnologia em sua loja de apps Google Play Store. As informações são do The Verge.

Na ação, o Match Group diz que o Google "monopolizou ilegalmente o mercado de distribuição de aplicativos" no Android. O Google cobra uma comissão de até 30% a cada pagamento que é processado pela Play Store. Para desenvolvedores que ainda não chegaram a US$ 1 milhão, a taxa é de 15%.

"O Google atraiu desenvolvedores de aplicativos para sua plataforma com a garantia de que poderíamos oferecer aos usuários uma escolha sobre como pagar pelos serviços que desejam. Uma vez que monopolizou o mercado de distribuição de aplicativos Android com o Google Play, o Google procurou banir serviços alternativos de processamento de pagamentos", acusa o Match Group. "Há dez anos, o Match Group era parceiro do Google. Agora, somos reféns dele", afirma a empresa.

O processo movido pela companhia dona do Tinder contra o Google é similar ao que a Epic Games moveu contra a Apple, reclamando das taxas cobradas nas transações de Fortnite. Atualmente, as duas gigantes de tecnologia estão na mira de países como Estados Unidos e Holanda a respeito das taxas cobradas em suas lojas de aplicativos.

Ao The Verge, Dan Jackson, porta-voz do Google, disse que "esta é apenas uma continuação da campanha de interesse próprio do Match Group para evitar pagar pelo valor significativo que eles recebem das plataformas móveis nas quais construíram seus negócios". "Como qualquer empresa, cobramos por nossos serviços e, como qualquer plataforma responsável, protegemos os usuários contra fraudes e abusos em aplicativos", disse ele, acrescentando que os aplicativos do Match Group estão qualificados a pagarem taxa de 15%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários