Entrada USB-C será obrigatória em uma série de eletrônicos
Unsplash/Daniel Romero
Entrada USB-C será obrigatória em uma série de eletrônicos

A entrada USB-C será obrigatória em celulares e outros dispositivos eletrônicos a partir de 2024 na União Europeia, decidiram nesta terça-feira (7) negociadores do Parlamento e do Conselho Europeu. A medida afetará, sobretudo, a Apple, a única entre as grandes fabricantes de smartphones que ainda adota outra entrada para carregador, a Lightning.

A decisão tomada pela União Europeia tem como foco diminuir a produção de lixo eletrônico ao padronizar os carregadores. O bloco estima que os carregadores descartados representam 11 mil toneladas de lixo eletrônico anualmente.

"Hoje tornámos o carregador comum uma realidade na Europa. Os consumidores europeus ficaram frustrados por muito tempo com vários carregadores se acumulando a cada novo dispositivo. Agora eles poderão usar um único carregador para todos os seus eletrônicos portáteis", afirmou Alex Agius Saliba, relator do Parlamento Europeu.

Como funcionará a nova regra

A nova regra vale para dispositivos eletrônicos de pequeno e médio porte. Além de celulares, os seguintes aparelhos terão que adotar entradas USB-C:

  • tablets;
  • e-readers;
  • fones de ouvido;
  • câmeras digitais;
  • consoles de videogame portáteis;
  • alto-falantes portáteis;
  • teclados e mouses;
  • notebooks.

A regra só se aplica a dispositivos "recarregáveis ​​por cabo com fio", ou seja, aqueles que têm apenas carregamento sem fio não precisarão adicionar uma entrada USB-C.

Com a excessão dos notebooks, os dispositivos devem seguir o novo padrão 24 meses após a lei entrar em vigor, o que deve acontecer no segundo semestre de 2024. Já as fabricantes de notebooks terão 40 meses após a entrada em vigor para se adaptarem. O Conselho e o Parlamento ainda devem aprovar formalmente a decisão.

Impacto global e o caso da Apple

A decisão europeia deve afetar o mundo todo. Como o mercado da região é muito importante para a indústria de eletrônicos, as fabricantes devem se adaptar às regras, distribuindo dispositivos com USB-C para todo o mundo.

A maior impactada será a Apple, que ainda vende iPhones com um padrão próprio, a entrada Lightning. Rumores apontam que a fabricante deve adotar o USB-C ainda em 2023 , com a linha iPhone 15.

A decisão da União Europeia, porém, permite que dispositivos não tenham entrada alguma, ou seja, sejam recarregados apenas sem fio. Essa é uma opção que a Apple também pode optar: ao invés de se render à entrada USB-C, abandonar de vez qualquer tipo de entrada nos iPhones.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários