Google promete mais privacidade aos usuários
Unsplash/Kai Wenzel
Google promete mais privacidade aos usuários

O Google anunciou na sexta-feira (1º) que vai apagar automaticamente o histórico de localização de pessoas que forem a clínicas de aborto nos Estados Unidos. A medida vem após a Suprema Corte do país derrubar o direito legal ao aborto .

De acordo com o Google, a mudança vem para proteger a privacidade dos usuários sobre informações relacionadas à saúde. Além de clínicas de aborto, a empresa vai apagar automaticamente o histórico de localização toda vez que um usuário visitar "instalações médicas como centros de aconselhamento, abrigos de violência doméstica, centros de fertilidade, instalações de tratamento de vícios, clínicas de perda de peso, clínicas de cirurgia plástica e outros".

A mudança entrará em vigor no Estados Unidos "nas próximas semanas", anunciou o Google.

Além da exclusão automática de histórico de localização, a gigante de tecnologia também promete trazer mais privacidade a dados relacionados à saúde em seus dispositivos e aplicativos Google Fit e Fitbit.

"Fornecemos aos usuários configurações e ferramentas para acessar e controlar facilmente seus dados pessoais, incluindo a opção de alterar e excluir informações pessoais, a qualquer momento. Por exemplo, os usuários do Fitbit que optaram por rastrear seus ciclos menstruais no aplicativo atualmente podem excluir os registros de menstruação um de cada vez, e lançaremos atualizações que permitem que os usuários excluam vários registros de uma só vez", anunciou a empresa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários