Elon Musk desiste de compra do Twitter
Bruno Ignacio
Elon Musk desiste de compra do Twitter

Os advogados do empresário Elon Musk, de acordo com o jornal americano Washinton Post, enviaram uma carta à rede social Twitter dizendo que ele estaria “encerrando o seu acordo de fusão” com a empresa. O acordo entre Musk e a marca seria avaliado em acordo de US$ 44 bilhões. 

O bilionário  já havia sinalizando uma possível desistência da compra no mês passado caso a rede social não fornecesse dados sobre as contas falsas e de spam em seus usuários. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Musk pagaria US$33 bilhões do seu próprio dinheiro para o fechamento do negócio e teria utilizado um empréstimo para cobrir a outra parte do negócio. A venda representava uma ação limitada por Musk, já que grande parte de sua fortuna é ligada às ações da Tesla, sua empresa de carros elétricos. O empreendedor também teria consiguido US$ 3 bilhões em ações do programa de espaço americano Apollo. 

Os diversos desentendimentos entre Musk e o Twitter podem ser o fator que trouxe einstabilidade para a confirmação de sua liderança na empresa. 

Nem o empresário, nem seus comunicadores se manifestaram sobre a conclusão da venda. Apollo não se pronunciou sobre a reportagem.

Já o representante da rede social se refereriu a uma resposta que a empresa deu em junho deste ano. Nele, Brian Poliakoff diz: "O Twitter tem e continuará a compartilhar informações cooperativamente com Musk para consumar a transação de acordo com os termos do acordo de fusão. Acreditamos que este acordo é do melhor interesse de todos os acionistas. Pretendemos fechar a transação e fazer cumprir o acordo de fusão no preço e nos termos acordados."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários