Tamanho do texto

Especialista em marketing digital analisou vantagens oferecidas pelas duas plataformas e como elas podem contribuir com estratégia nas redes sociais

Brasil Econômico

A cada dia, os vídeos publicados nas redes sociais se tornam mais populares entre os usuários. De acordo com a pesquisa Ericsson Mobility Report, os vídeos foram responsáveis pela metade de todo o consumo de dados na internet em 2016. E duas plataformas desta categoria se destacam entre os usuários. De um lado, o Facebook, a maior rede social do mundo, que tem investido em transmissões de vídeos ao vivo. Do outro, o YouTube, referência na área que se destacou por conta da qualidade dos vídeos.

Leia também: Conheça a ferramenta que permite baixar trechos de vídeos do YouTube

Mas ao traçar uma estratégia para uma empresa ou até mesmo para seu perfil pessoal, qual plataforma oferece os melhores resultados? Para ajudar quem tem dúvidas sobre as vantagens de cada opção, Rafael Kiso, especialista em marketing digital e fundador da mLabs, uma ferramenta para a gestão de redes sociais, analisou algumas particularidades sobre o Facebook e o YouTube e como cada alternativa pode te ajudar. Confira:

Vídeos publicados no Facebook tem mais chance de viralizar, devido ao maior alcance orgânico
Shutterstock
Vídeos publicados no Facebook tem mais chance de viralizar, devido ao maior alcance orgânico

Facebook

A rede social possui uma dinâmica um pouco diferente do que podemos ver na plataforma de vídeos do Google, já que os usuários são impactados no momento em que estão navegando em seu feed de notícias. Segundo Kiso, uma das principais vantagens é o maior alcance orgânico, superando facilmente o número de exibições de uma publicação no formato de imagem ou texto.

Com isso, também aumentam as chances de viralização do conteúdo. Além disso, como parte de estratégia para popularizar vídeos, os usuários que publicam vídeos diretamente no Facebook têm sido privilegiados. O objetivo da plataforma é evitar a saída para sites como o próprio YouTube. Outro item importante é a possibilidade de interação em tempo real com o público, especialmente em transmissões ao vivo.

Leia também: Facebook lança reação para usuários celebrarem mês do orgulho LGBT

YouTube tem maior capacidade de armazenamento para os vídeos
Shutterstock
YouTube tem maior capacidade de armazenamento para os vídeos

YouTube

Considerado o segundo maior motor de buscas do mundo – fica atrás apenas do Google –, o YouTube conta com mais de um bilhão de usuários cadastrados e um número ainda maior de visualizações mensais. Diante destes números, Kiso afirma que investir nesta plataforma permite a criação de conteúdos mais específicos e com um nível de profundidade maior.

Uma de suas principais vantagens é o espaço de armazenamento. A plataforma permite que o usuário envie vídeos de até 128 GB, com 11 horas de conteúdo e qualidade em 4K. Outro ponto positivo é o contato constante com o seu grupo de inscritos, por meio da área de comentários.

Leia também: Conheça a ferramenta que permite baixar trechos de vídeos do YouTube

Segundo Kiso, a principal característica da plataforma é a longevidade do conteúdo, isto é, depois de publicado, um vídeo também pode ser encontrado por meio de buscas no Google. Assim, quando publicar um vídeo no YouTube, lembre-se de utilizar técnicas de SEO, para buscar um bom posiciomento nas pesquisa. A principal dica é incluir uma descrição que consiga apresentar facilmente a proposta do vídeo. Se possível, transcreva a pauta abordada, o que ajuda a plataforma a entender o tema do material.

Afinal, qual plataforma escolher?

Depois de levantar pontos sobre as duas alternativas, o que é possível concluir? Para Kiso, as soluções podem ser usadas simultaneamente, já que ambas tem um público específico e são essenciais para uma boa estratégia de marketing digital. Ao mesmo tempo, vale ressaltar que Facebook e YouTube possuem suas particularidades. Neste caso, cabe a você avaliar quais se encaixam em sua estratégia de negócios. Além disso, é essencial analisar métricas de desempenho para avaliar qual rede social tem os melhores resultados.

    Leia tudo sobre: Facebook YouTube
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.