Tamanho do texto

Cibercriminosos podem criar falsas páginas de empresas com promoções ou até mesmo se passar por famosos para atraírem sua atenção na rede social

Brasil Econômico

O Facebook conta com mais de dois milhões de usuários ativos mensalmente, o que o torna a rede social mais popular do mundo. Aproveitando a visibilidade da plataforma, cibercriminosos encontram diversos meios para obterem vantagens e extorquirem os usuários. Uma das formas encontradas é criar um perfil fake, isto é, uma conta falsa se passando por outra pessoa.

Leia também: Facebook pode ser porta para ataques virtuais: saiba usar a rede com segurança

Não é raro encontrar casos de páginas falsas oferecendo promoções boas de mais para serem verdade. Em alguns casos, até pessoas famosas são vítimas dos cibercriminosos, que se passam por eles para pedir dinheiro por falsas participações em programas, por exemplo. Caso você encontre um perfil fake no Facebook , não hesite em denunciar, de forma anônima, a conta na própria plataforma.

Facebook foi criado como uma rede social exclusiva para universitários
Reprodução
Facebook foi criado como uma rede social exclusiva para universitários

Leia também: Câmera dupla do Moto G5S Plus não é perfeita, mas oferece bons resultados

Ao informar a existência desse perfil, você ajuda a removê-las definitivamente da rede social. Para denunciar uma conta, basta acessar o perfil, clicar no ícone de três pontinhos, selecionar a opção "Denunciar" e seguir as instruções que a plataforma apresentar. Pensando em ajudar os usuários, a PSafe, empresa de segurança e performance mobile, lista algumas dicas sobre como lidar com um contas falsas no Facebook. Confira:

Como identificar um perfil fake

Sabe aquela pessoa que te enviou uma solicitação de amizada no Facebook mas não tem nenhum amigo em comum e que possui poucas fotos em sua conta? Há uma chance de se tratar de um perfil fake, ainda mais se o cadastro tiver sido realizado recentemente e se não houver novas publicações visíveis. Em muitos casos, a estratégia dos cibercriminosos é se passar por um estrangeiro – geralmente do sexo oposto –, com imagem de ser bem-sucedido financeiramente e sem muitos amigos.

"Toda conversa é direcionada com objetivo de conquistar a vítima. O golpista fará de tudo para conseguir fotos íntimas com o intuito de fazer chantagens posteriormente ou conseguir seu endereço para enviar supostos presentes", diz Emilio Simoni, especialista em segurança da PSafe, a respeito de uma das táticas mais comuns em golpes na internet.

Luciano Huck teve de explicar que criminosos estavam se utilizando de perfil fake
Reprodução
Luciano Huck teve de explicar que criminosos estavam se utilizando de perfil fake

A rede social também é usada por criminosos que se passam por figuras públicas. Um dos casos mais famosos envolveu o apresentador Luciano Huck. Na ocasião, sua foto de perfil foi usada em páginas falsas. Em seguida, entravam em contato com seus seguidores, ofereciam prêmios e participações em troca de dinheiro. O próprio apresentador precisou vir a público explicar que se tratava de um golpe.

Existem, ainda, páginas criadas para se passarem por grandes marcar varejistas, como Casas Bahia e Carrefour, por exemplo, com preços abaixo da média. Além de não receber a mercadoria, as vítimas deste golpe acabam expondo seus dados para criminosos.

Como se proteger de contas falsas

Os especialistas da PSafe indicam alguns cuidados para não cair em golpes na rede social. Um deles é verificar se o perfil conta com fotos e publicações recentes ou amigos em comum. Em geral, um perfil falso inclui vários usuários para ter acesso às informações de futuras vítimas. Procure manter suas publicações visíveis somente para seus amigos. Para isso, abra o menu do Facebook e selecione a opção "Configurações". Em seguida, clique em "Privacidade".

Leia também: Entenda como são realizados os golpes do vale-presente no WhatsApp

É possível configurar quem pode entrar em contato com você e quem vê suas publicações
Reprodução
É possível configurar quem pode entrar em contato com você e quem vê suas publicações

A página exibirá algumas opções de personalização, entre elas "Quem pode ver suas publicações futuras?" e "Quem pode lhe enviar solicitações de amizade?". No primeiro caso, altere a opção para "Amigos". Já no segundo, selecione o item "Amigos de amigos" para restringir novas solicitações. Outra dica é tomar cuidado com os links exibidos em seu feed de notícias.

Muitos cibercriminosos anunciam links para supostas vagas de emprego e promoções para enganar outros usuários. Uma dica para verificar se o link é verdadeiro é buscar pela informação no Google para confirmar se a oportunidade de trabalho ou se a promoção está sendo anunciada no site oficial da empresa.

Por fim, quando você se interessar por uma publicação feita por uma página de empresas ou figuras públicas, lembre-se de verificar a autenticidade da conta por meio do selo azul ou cinza exibido ao lado do nome. Esta é uma das formas encontradas pela rede social para proteger usuários de um perfil fake. Se uma página conta com esse selo, o Facebook confirmou que a conta é verdadeira com base em informações enviadas por seu administrador.

    Leia tudo sobre: Facebook
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.